Darryl Anka -A Arte da Canalização- workshop pts 4 e 5

Nessa linha de raciocínio, por favor se lembrem também que as suposições do tipo “ah, deve ser isso, ah deve ser aquilo” ou “se alguém perguntar alguma coisa, eu preciso dar a informação para a pessoa”, e os bla-bla-blas desse tipo.

Alguma vezes vocês têm de perceber que todo o conceito de “canalizar” dessa forma ou “estar a serviço” dessa forma significa dizer que vocês darão às pessoas de forma  instintiva ou intuitiva ou melhor, comunicarão a informação  naquilo que realmente — de verdade — servir às pessoas no sentido de ser aquilo que elas necessitem ou queiram ouvir.

Muitas vezes uma pessoa vai até um “canalizador de cura” — que é uma forma de canalização de energia, é claro — com o propósito único de provar para qualquer um e para ela mesma que não pode ser curada. Então o “canalizador de cura” que não entende ainda a mudança nele mesmo ou que permite que essa pessoa efetue essa mudança nele pode começar a pensar “eu sou uma fraude, eu falhei, eu não posso mais curar” o que era exatamente o que a pessao queria que ele pensasse, pois ela está orgulhosa de não poder ser curada por ninguém.

Mas por outro lado,ainda nesse sentido,  se uma pessoa foi atraída a alguém — o “canalizador de cura” —  com quem ela pode trabalhar, a quem ela pode mostrar “olhe, eu não posso ser ajudada por ninguém” e vai embora com o que quer que seja que foi lá buscar — a prova de que não poderia ser curada, talvez — então nesse sentido, vocês como “canalizadores” já serviram a essa pessoa (pois ela recebeu a resposta que queria).

Então não suponham que vocês terão todas as coisas para todos os tipos de pessoas, tipo “olha, isso tem que ir por aqui, isso tem que ser assado”  pois não é sempre assim.

Nós abordaremos outros tipos de situações e “rótulos’, porém neste momento acho que é interessante interagirmos um pouco, assim vou fazer uma pergunta para que todos, cada um de vocês respondam — obviamente, mais tarde eu vou responder às perguntas que fizerem — não porque só eu precise ouvir as suas respostas , mas porque VOCÊS precisam se ouvir ao respondê-la, é um passo importante.

Eu quero saber por quê vocês estão aqui: Por quê querem fazer uma aula de “canalização”? Por quê querem “canalizar”? Por quê querem fazer isso? Por quê estão aqui?

Nota da Tradutora : A respostas do alunos estão entre aspas; as perguntas e os comentários de Darryl Anka, em itálico.

“Eu quero abrir o meu canal, quero ser receptiva para as coisas”.Existe alguma razão para isso? “Não, não tenho expectativas ainda”. Ah ok, entendi, você quer se abrir e espera reconhecer a energia e espera que isso ajude as pessoas…ok, eu já estive no seu lugar. Obrigado.

“Acho que a ideia para mim é facilitar a mudança, talvez usar para escrever e vocalizar”. Ok, obrigado.

“Eu quero expandir minha capacidade de canalização, eu tenho feito isso nos últimos 15 anos…eu quero ajudar a minha namorada, acho extremamente valioso oferecer isso a outros”. Ok, é ótimo.

“Estou fascinada pela experiência de canalização e eu quero me dedicar a isso”. Ok. que bom.

Estou ouvindo vocês dizerem o que vocês querem fazer com isso nesse momento. Não assumam necessariamente que seja isso o que vocês vão terminar fazendo…Faça uma afirmação  e lembre-se do que mais lhe impele ou impulsiona a estar aqui…diga isso para si mesmo: ou vai de um jeito ou de outro, inevitavelmente…

“O motivo para mim é que eu já canalizei antes conscientemente e inconscientemente quando oferecia a  terapia de hipnose, então eu sinto que isso pode ser uma serviço também valioso a oferecer, e quanto ao próximo passo de tornar isso público ou não, depende do resultado que eu tiver.” Ok.

“Eu realmente não tenho nenhuma expectativa agora, mas eu tenho paixão por isso e eu adoraria ouvir o que você tem”. Ok.

“Eu quero fazer isso para me expandir, eu sei que canalizo à noite e por alguma razão eu não me lembro, então eu quero descobrir o que acontece”. Ok.

“Eu não sei, só me pareceu muito divertido, muito excitante, e onde quer que meu coração esteja eu vou estar”

“É porque realmente me excita, é isso”. O que, a metodologia talvez, é o que lhe anima, ou a ideia? “Eu acho que é a ideia de personificar Bashar, que abre um mundo interiamente novo para mim, então gostaria de levar isso adiante”. Ok.

“Basicamente estou interessado em desenvolver minha capacidade criativa já que trabalhei como músico e experienciei vários tipos de estados alterados de consciência enquanto tocava e agora estou trabalhando como escultor, então…” Ah, que legal. Obrigado.

“Oi, eu recentimente tive uma fusão com uma energia com quem trabalho e acho que isso pode me ajudar passar por isso”. Ok, obrigado.

“Eu só quero aprender sobre como posso acessar informação, não sei se quero ser um canal vocal, então eu quero ver”. Ok.

E você, quer ficar aí atrás mesmo, é aí que quer ficar?

“Ah sim, eu gosto dessa cadeira”. Ok. Tudo bem. “Eu canalizo de todas as formas diferentes desde criança e eu nunca entendi muito isso, sempre senti que havia seres ou energia tantando se comunicar comigo, então eu só gostaria de ser melhor nisso e ter a capacidade de expandir mais meus canais”. Ok.

“Eu sabia que você iria perguntar isso!” Ok, então você é uma vidente, é isso? “Não, eu fiquei pensando porque queria fazer essa aula e então… eu sempre me interessei pelo não-físico, eu sempre fui impelida a isso, eu já li livros sobre canalização e eu acho que sempre invejei o povo da Califórnia que tem esses grupos para frequentar…e estou tão excitada por fazer parte disso, eu não sei o que esperar ou o que vai acontecer, só quero abraçar tudo isso”. E você pode começar um grupo aqui também..

“Por quê eu estou aqui? Só para me melhorar.”.  E há algum erro nisso?

“Sempre foi muito excitante para mim, eu faço vários trabalhos de cura e acho que pode me ajudar a expandir minha energia, ficar mais concentrada e ser só mais criativa”. Ok.

“Acho que o que quero fazer é só ser capaz de acessar informação positiva para mim, principalmmente,  e eu quero ser escritora, então acho que a energia positiva pode, sabe…” Ok.

“Eu só quero encontrar mais clareza nas respostas que eu tenho das mensagens que recebo, tipo, mensalmente, tentar aumentar minha compreensão acerca delas”. Ok, Tudo bem.

“Eu quero expandir minha percepção acerca das pessoas e de mim mesma”

“Gostaria de ter a capacidade de controlar as coisas que já estão acontecendo que podem vir de cima”

“Eu fiquei animado com a ideia de canalizar , parece ser uma progressão natural para mais 20 anos de estudos sobre metafísica e canalização, e parece ser excitante, parece ser divertido, um progresso natural e também quando se joga o jogo como tenho feito durante anos eu percebo ideias  aparecerem mais vezes durante o dia em relação a isso, tenho alterados estados de consciência, sabe…não tinha um nome para isso naquela época, mas agora entendo, pelo que aprendi a alguns anos, que pode ser uma forma de canalização, e então fiquei animado com essa mudança”.

(Fim da parte 4 e 5. Continua…)

Tradução e comentários meus (Flávia Criss), Jan/2010.


4 comentários sobre “Darryl Anka -A Arte da Canalização- workshop pts 4 e 5

  1. Maria Helena Lapenda

    nossa Flávia que bom ler tudo que li !!! risos…
    tenho um filho já desencarnado, e eu psicografei um livro dele, e agora estou no segundo…e percebi que devo deixar rolar…estava querendo mudar o texto…risos….valeu…vou deixar ser o que é !!!!
    beijo$$$$$$$$$
    Helena (mera)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s