Darryl Anka — A Arte da Canalização — workshop pt 11

(Continuação…)

A água –lago, lagoa, correnteza, rio, mar — geralmente representa a sua sexualidade, sua sensualidade na vida. Então a ideia de vocês a contornarem, enfiarem seus pés nela, mergulharem e não querer sair tem a ver basicamente com o seu relacionamento  com o conceito de como se sente a respeito de si mesmo enquanto um ser sensual ou sexual. Se vocês estão confortáveis ou não com a ideia de sua sexualidade ou sensualidade e como se dá essa porção de relacionamento consigo mesmo e com os outros.

A estrutura ou habitação representa sua visão básica daquilo que consideram como sendo o processo da morte, para ser o fim da vida. Onde vocês acham que vão, como acham que vai terminar sua vida…fundamentalmente a transcendência , um outro reino, uma outra realidade que representa o conceito da morte. SE vocês entraram na estrutura, então esse fato representa o conceito da vida após a morte, do modo como vocês vêem como sendo a vida após a morte. A estrutura em si é na verdade a transição da morte e o interior é como vocês vêem, como definem, como se relacionam com a vida após a morte, da forma como assumem que seja ou que será, ou até mesmo a sua preparação em relação a isso. Às vezes as pessoas não entram na estrutura, apenas olham para ela. E repito, podemos ter aspectos positivos ou negativos em relação a isso, pois elas podem estar com medo ou simplesmente pensam “não é a minha casa, eu não moro aqui”. O que em certo sentido significa que elas sabem que estão vivendo sua vida e não se encontram prontos para passar para aquela fase, não querem olhar ou é algo que não devem olhar, ou seja, pode-se referir à ideia de uma forma positiva ou negativa. Algumas pessoas dizem “ah sim, é a minha casa”, outras dizem “nossa, é bem familiar” e para outras pessoas, não lhes é nada familiar. Tudo tem a ver com o conceito de como vocês se relacionam com a morte e com a vida após a morte.

Repito que tudo são generalidades que lhes dão certa ideia de como estão constituídos em suas personalidades. Tudo diz respeito especificamente à visão da vida sob a perspectiva da personalidade. Não tem muito a ver com o seu espírito essencial em si, exceto no que nele vocês sentirem que é a sua personalidade. Porém essas ideias dizem mais sobre as definições, os componentes que vocês deixaram emergir, o modo como olham para esses símbolos na vida e a habilidade de decidir se gostam da forma como se relacionam com eles ou se terão que trabalhá-los para fazer  mudanças em algumas áreas. Então, este é o “passeio na floresta”, e ao lidar com ele vocês se ajudam a encontrar o seu instrumento, aquilo que são. Assim, quanto mais trabalharem no ajuste desses símbolos, quanto mais entrarem em contato com os motivos das suas escolhas, mais aprenderão a relacioná-los com as mudanças que desejam implementar. Tudo isso vai os ajudar a se tornar um instrumento mais claro para qualquer tipo de energia nova, pois então estarão alinhados com os símbolos que lhe representam, ao modo como vocês se vêem em todos os aspectos da sua vida e se torna muito mais fácil para outra energia entrar e se ajustar ao que vocês criaram para ser em um estado de ser muito mais claro.

Vocês têm alguma pergunta relacionada a esse processo em particular?

Ah, a  estrutura que imaginou foi uma árvore? Bem, eu diria que, de acordo com a primeira impressão que tenho é que você vê a morte de forma muito natural, como um desenrolar após o nascimento que põe fim à sua vida. Nesse sentido, a você não parece que a morte seja uma coisa artificial.

Pode ser a ideia de equilíbrio, pode ser a ideia de olhar em uma direção diferente que está relacionada à ideia da sua auto-valoração já que você colocou a moeda em uma balança.

Esclareço que se vocês colocaram a imagem do signo de Libra — a balança — para a moeda pode dar ideia de que vocês vivem equilibradamente ou que estão lutando na vida para obter o equilíbrio. Então terão que decidir por vocês o que lhes parece mais apropriado, pois a moeda tem a ver com a sua auto importância, o seu auto valor, então olhem para isso.

Mais alguém?

Ah, você usou a chave para abrir a habitação? Sim, algumas pessoas usam a chave para abrí-la, ou para abrir a caixa e  essa combinação dos símbolos “chave”, simbolizando o conhecimento que conduz ao entendimento do conceito e dos mistérios que envolvem a “morte” (habitação), o conhecimento que leva à abertura de segredos, de presentes ou dons…certamente a combinação dos símbolos leva a um outro significado. Sempre é bom observar o uso desses símbolos em combinação. Algumas pessoas, bem no começo, quando encontram o urso…o urso vai com elas por toda a jornada, elas não 0 deixam para trás. Então é muito importante não só entender cada símbolo, mas observar como eles funcionam em combinação, pois serão mais reveladores em relação aos aspectos muldimensionais do seu funcionamento.

Ah, você vê uma bruxa na habitação? Bem, você pode vê-la como  se escondendo na esquina (um mistério) ou como uma doce rcompensa no final da vida. Se lhe tirar um pedaço, você pode perguntar se ela quer levar o resto…(risos) e então você  sente uma dor de estômago…(mais risos).

A floresta em si é simplesmente a vida, como você experiencia a vida física, representando o seu ambiente, a sua realidade física.

Ah, você anda sobre as águas e a habitação está à margem? Bem, algumas vezes isso acontece automaticamente, pois esse teste foi arquitetado para tirar vantagens das representações arquetípicas automáticas em nossa psicologia. Assim, algumas coisas automaticamente se desdobram.

Quero frisar que não é hora ainda de olhar para tudo no exercício em grandes detalhes, talvez seja muito ainda para vocês. Lembrem-se que a morte pode não ser a morte física de verdade. O baralho de Tarot a representa como sendo uma mudança drástica, abrupta, a morte daquela velha pessoa. Então ela pode ser encarada,não como uma metáfora para a sua morte física e para a forma como a experienciam,  mas também com as mudanças que vocês desenvolvm em sua vida. Serve para todo o processo em qualquer área em sua vida, verificando quão velhas estão as ideias relacionadas com esse conceito em particular, como vocês lidam com a ideia de transição. No Tarot simboliza a forma como vocês lidam com essa situação particular em sua vida e como a transcendem.

Você vê o copo como uma flor? Repito que são generalidades, mas similarmente ao que acontece com uma casa na árvore, o amor é para você uma coisa muito natural, algo que vem da natureza, do ambiente em que vive, que não é para ser tratado artificialmente, pois é natural e cresce no seu ambiente. É uma forma de interpretação, uma ideia ou sugestão.

Vamos prosseguir, mas darei um intervalo de uns 10 minutos, mais ou menos, e a próxima atividade vai ser com Bashar, depois de uma breve introdução, para que ele faça com vocês alguns exercícios.

Sim, algumas pessoas pegam o copo e o usam para beber água.

(Fim da parte 11 – Continua…)

Tradução e comentários meus (Flávia Criss), Jan/2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s