Darryl Anka — A Arte da Canalização– workshop pt 20

quando um canal vocal é gerado ou clonado de outro, ou seja, quando ele aprende com outro canal a canalizar, vocês sempre perceberão similaridades em ambas canalizações, pois o que aprenderam é o estado de energia, o que é importante, já que é a ideia toda que dá a mensagem. As pessoas podem se confundir achando que é a mesma entidade, mas não é necessariamente, apenas o estado de energia é o mesmo, pois foi a forma que aprenderam a receber a ideia, é a mesma “onda portadora” que permite que a informação seja dada. Vocês verão que isso acontece algumas vezes.  Partindo do princípio que vocês só aprenderão tudo isso pela experiência, pois essa é a única forma de fazê-lo, pelo que me consta. E  vocês poderão pensar a respeito, ler a respeito, porém nunca terão essa experiência se não passarem por ela. E têm de confiar nisso, pois quanto mais confiança tiverem, maior a experiência — garanto a vocês. A questão crucial é que existem vários aspectos diferentes do procedimento, mas repito, partirá de vocês, de seu desejo pessoal em relação ao modo como gostariam de experienciar essas coisas.

Especialmente, no que tange — pela minha experiência — qualquer tipo de canalização, mais especificamente o fato de dar informações como resposta a uma pergunta, há toda uma dinâmica completamente diferente no ato de canalizar diante dessas pessoas que fazem perguntas a uma entidade, muito diferente mesmo  da  canalização para si próprio. Muitas pessoas iniciam a prática canalizando para si mesmos, sem uma interação “real” acontecendo, ou sem dar informações — não que isso não possa acontecer. Uma das coisas mais estimulantes que muitos canais vocais alcançam é a descoberta de que o fato de deixarem alguém fazer uma pergunta à entidade os ajuda a canalizar muito mais facilmente, pois estabele-se uma dinâmica que exige uma resposta, e essa ação em si — sem levar em conta o medo, coisas assim — essa ação mesma abrirá o portão para que a informação venha. Muitas vezes, as pessoas hesitam achando que devem sentir que o portão se abre antes de se permitirem estar defronte a um grupo de pessoas que faça perguntas à entidade, quando na verdade, ao fazerem isso é que se abrirá o portão. Então se estiverem naquele estágio em que acham que ainda não estão prontos, o ato de canalizar para outras pessoas e deixar que façam perguntas é a forma de abrir o portão, então começar com alguns amigos que saibam o que vocês fazem e que estejam querendo fazer perguntas à entidade, ou a quem vocês escrevam mensagens é o que realmente fará com que continuem no processo, se tornando um estágio completamente diferente  daquele de apenas sentar-se no estado de canalização e dar informações como forma de iniciação. Isso virá mais tarde, pois como sabem Bashar faz isso também, porém eu acho que uma macro diferença ocorreu comigo, quando comparo a aula em que eu senti pela primeira vez a energia da canalização com a aula seguinte, em que o professor permitiu que eu canalizasse junto com ele, assim que as pessoas começaram a fazer perguntas à entidade. Dessa forma, um reino completamente novo de possibilidades se abriu onde antes não existia, e eu estava lá praticando, deixando a energia entrar sozinha, sem nenhuma particular intenção, direção ou propósito em mente. Esse é um começo muito importante e uma grande diferença em termos de energia.

Ok. Antes de terem seu exercício de meditação final com Bashar, vocês têm alguma pergunta para fazer para mim?Acho que Bashar também vai abrir um espaço para perguntas, mas se quiserem rapidinho esclarecer alguma coisa…

(NT: Pergunta inaudível de um aluno)

Ok, Se você quiser usar seu tempo fazendo pesquisa, você poderá, em última análise, como um detetive, investigar os graus de similaridade e pode ser muitas coisas. Pode ser que sim, pode ser que a canalização seja um dos aspectos de uma mesma entidade, pode ser um identificação tão forte com a energia da vibração, que acaba por trazer algo semelhante e se acaba pensando que é a mesma entidade, pode ser um número enorme de coisas e é uma arena muito complexa em que não requer, na verdade, investigação alguma para descobrir.  E é por isso que eu sempre preferi acreditar que é melhor ir pela informação, ver se ela segue o mesmo nível, se é o mesmo tom, a mesma variedade, se parece congruente em relação às outras informações que você recebeu…mas não se preocupe tanto com o que seja, pois pode se tornar difícil se alguém disser que é “X” e causar todo tipo de “racha” em função de ser tão contraditória a informação. Mas repito, pode acontecer de lhe dizer e você sentir que não é verdade, pois nas poucas instâncias que eu conheço, posso dizer que  eu senti  a validação da vibração de Bashar quando ele estava vindo realmente canalizado por outras pessoas, e não houve absolutamente nenhuma discrepância em relação à informação ou personalidade ali apresentada, mesmo quando canalizado por uma mulher japonesa. Era “Bashar” se comunicando através de uma mulher e japonesa. A energia, a informação, o lugar de onde ele falava, não houve variação alguma nesse sentido. Foi quando eu descobri que algums pessoas acharam que era Bashar — o que foi confirmado durante um tempo — e para elas houve esse  “toque”, aconteceu um “gatilho” que as ajudou a ir para outro nível, o que as fez assumir essa posição, pois foram tão surpreendidas pela energia, que acharam que tinham mesmo que continuar com isso.

Outras pessoas se identificam mais fortemente com o que acreditam que é, com o que pensam que estão canalizando, e na verdade não é uma coisa ruim, já que isso se transforma no “objetivo”, na “meta”  de simplesmente converter sua energia para que ela se compatibilize com aquela frequência. Pode ser elas mesmas, mas elas pensam que é ele, porém até serve ao mesmo propósito, contanto que a informação seja clara. Esse é um assunto complexo que requer muita investigação em cada caso particular, de modo a se descobrir se é ou não verdade.

(NT: Um comentário inaudível de um aluno…)

Bem, eu não vou ficar citando nomes, nem recomendando pessoas aqui, mas eu sei que Lisa canalizou Bashar algumas vezes. Porém não quero entrar no mérito de ficar dizendo “olhe, essa pessoa é válida, essa outra não…”

Então, vamos nos divertir mais…com Bashar.

(NT: respiração profunda de Darryl Anka…a fala de Bashar será trascrita a seguir em “Negrito“.)

Primeiro, um ponto importante…bem, “importante” sob o nosso ponto de vista. Entendam que cada um desses exercícios, cada uma dessas meditações na verdade é uma chave bem específica que faz com que vocês atinjam certas frequências de energia que estão, em alto grau, relacionadas  à sua abertura numa formatação a que vocês tipicamente denominam “canalização”. A ideia é também compreender que se trata de uma mudança de estilo de vida. Se vocês verdadeiramente vão querer usar essa energia sob qualquer forma que quiserem, realmente vão querer fazer uso dessas meditações com o propósito de permitir que expandam essa energia dentro de vocês, então isso requer uma mudança no estilo de sua vida.

Em outras palavras, colocando de forma mais pragmática:  se vocês fizerem esses exercícios e meditações e sairem pelo trânsito “fechando” os outros motoristas, estarão comprometendo a energia. Se vocês não incorporarem uma atitude de mudança em tudo o que fizerem, estarão desmantelando tudo o que organizaram. Vocês têm de criar um grau de coerência, de congruência com todo o fluxo de energia em sua vida de forma a permitir que essa verdade seja capaz de ser reforçada, pois ela não pode ter uma energia a ser “amplificada” que seja contrária àquela que lhe foi designada. Assim, se vocês quiserem sair pela vida afora e contradizer a energia de uma hora para outra — lembrem-se de que não existe nenhum julgamento aqui,  a prerrogativa é essa — nós queremos que vocês entendam que é sempre importante perceber o que estão fazendo de verdade

(Fim da Parte 20. Continua…)

Tradução e comentários meus, Flávia Criss. Mar/2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s