Seth fala sobre: A Natureza da Realidade Pessoal (parte 3)

Suas emoções e sua imaginação seguem a sua crença. Quando a crença desaparece, o mesmo contexto emocional já não é mais ativado e sua imaginação pode se transformar em outras direções.

Deliberadamente você usa sua mente consciente de forma lúdica, como num
jogo …. … em que por um tempo você ignora completamente o que parece existir em termos físicos e “finge” que o que você quer já é real.

Se você for pobre,  propositalmente fingirá que tem tudo que você precisa financeiramente. Imagine como vai gastar seu dinheiro. Se estiver doente, imagine que você está curado. Veja-se fazendo o que você faria. Se você não consegue se comunicar com os outros, imagine-se fazê-lo facilmente.

… Como demorou um pouco para que as crenças insatisfatórias se materializassem, pode demorar também um tempo até você ver os resultados físicos, mas as novas idéias crescerão e mudarão a sua experiência com tanta certeza como os antigas ideias o fizeram. O processo de imaginar também vai colocar-lhe cara a cara com outras idéias acessórias que podem, momentaneamente, trazer-lhe limites. Você pode ver como sustentou duas ideias contraditórias simultaneamente e com igual vigor. Nesse caso, você está mesmo num impasse … assim , vai tentar ser saudável e não saudável, ao mesmo tempo, ou não bem sucedida e bem sucedida simultaneamente.

Sentimento e pensamento consciente … realmente caminham juntos, mas o seu pensamento consciente determina em grande parte as suas emoções e não o contrário. Suas crenças geram a emoção adequada que está implícita nelas. Um longo período de depressão interior não vem apenas em cima de você. Suas emoções não te traem. Ao contrário, durante um período de tempo você  conscientemente alimentou crenças negativas que então geraram os fortes sentimentos de desânimo. A forma como pensar vai determinar o  que  vai sentir, e não o contrário.

… A crença na doença em si depende de uma crença na indignidade humana, na culpa e na imperfeição, por exemplo.

A mente não só mantém as crenças ativas. Ela contém muitas outras em um estado passivo. Encontram-se latente, prontaas para serem focalizadas  e utilizadas; qualquer uma delas pode ser trazida à tona quando um pensamento consciente age como um estímulo (é por isso que você deve fazer os sugestionamentos).

Se você está se focando em ideias de  doença ou falta, sua mente consciente também mantém latente os conceitos de vigor, saúde e abundância. Se você desviar seus pensamentos das idéias negativas para as positivas, então a sua concentração vai começar a alterar o equilíbrio. O vasto reservatório de energia e potencial dentro de você é chamado para atuar sob a liderança de sua mente consciente.

… sua consciência se expande à medida em que você usá-la. Você se torna “mais” consciente de como exercita estes raciocínios (faculdades).

A Mente consciente é um veículo para a imaginação em muitas formas. Quanto maior o seu conhecimento, maior o alcance da imaginação …

A mente consciente é um veículo para a expressão da alma em termos corporais. É o seu método de avaliar a experiência temporal de acordo com as crenças que possui sobre a natureza da realidade. Ela automaticamente faz com que o organismo reaja de determinadas maneiras. Eu tenho que afirmar isso com bastante frequência: Suas crenças seguem a sua realidade, o seu corpo e sua condição, os seus relacionamentos pessoais, o seu ambiente, e em termos gerais, sua civilização e seu mundo … A mente consciente dá as ordens e o Eu interior as manifesta.

Todos os poderes de seu interior são ativados como resultado de suas convicções conscientes. Você perdeu o senso de responsabilidade por seus pensamentos conscientes, porque aprendeu que não eles que dão forma à sua vida. Você aprendeu que, independentemente de suas crenças, você será aterrorizado por condicionamentos inconscientes. E uma vez mantendo essa crença consciente, vai experienciá-la como realidade.

Algumas de suas crenças foram originadas em sua infância, mas você não está à mercê delas a menos que queira acreditar que esteja.

Pelo fato de  que a sua imaginação segue suas crenças, você poderá encontrar-se em um círculo vicioso no qual poderá constantemente pintar quadros em sua mente que reforçam os aspectos “negativos” em sua vida. Os eventos imaginativos geram emoções apropriadas que automaticamente trazem mudanças hormonais em seu corpo ou afetar seu comportamento em relação a  outras pessoas ou fazem com que você sempre procure interpretar os acontecimentos à luz das suas crenças. E a experiência diária assim parece justificar o que você acredita cada vez mais. A única saída é tomar consciência de suas crenças, tomar ciência de seu próprio pensamento consciente e mudar suas crenças de modo que você consiga alinhá-las ao tipo de realidade que você quer experimentar. A imaginação e a emoção, então, automaticamente entram em cena para reforçar as novas crenças.

O primeiro passo importante é perceber que as suas crenças sobre a realidade são apenas isso – crenças sobre a realidade e não necessariamente os atributos da realidade. Você deve fazer uma distinção clara entre você e suas crenças. Você deve, então, perceber que suas idéias são fisicamente materializadas. O que você acredita ser verdadeiro em sua experiência torna-se verdadeiro. Para alterar o efeito físico, você deve alterar a crença originária e além disso deve ser perfeitamente consciente de que por um tempo, as materializações físicas das crenças antigas podem ainda aparecer … No entanto, suas crenças novas rapidamente começarão a se mostrar em sua experiência. Mas você não deve se preocupar com o seu surgimento, pois isso traz de volta o temor de que as novas ideias não se concretizem e assim negará a sua finalidade.

Saibam que todos os eventos são mentais e psíquicos em primeira instância e  irão acontecer em termos físicos, mas não fique observando a si mesmo. Continue com o jogo [veja acima].

Você está reproduzindo a mesma coisa constantemente e automaticamente com as crenças que você tem, que  estão sendo traduzidas também automaticamente. É a separação do Self em relação às crenças que é tão importante, inicialmente.

Examine todas as suas crenças sobre si mesmo e sobre a natureza da realidade; uma única crença, se você a seguir, vai levá-lo até outra. Imaginação e força de vontade nunca estão em conflito. Suas crenças podem entrar em conflito, mas a sua imaginação vai sempre seguir sua força de vontade, seus pensamentos conscientes  e suas crenças.

Por exemplo: você está acima do peso. … tentou várias dietas sem sucesso. Então passa a seguir o que eu disse até agora. Ou seja, você muda de crença. Você diz a si mesmo: “porque eu acredito que eu estou acima do peso, eu me torno acima do peso, então vou pensar em mim estando no meu peso ideal.”
Mas você descobre que ainda come em excesso. … Você pode, por exemplo, descobrir que você pensa que não é digno, e, portanto, não deve parecer atraente … você pode descobrir que se sente – e acredito que você esteja mesmo se sentindo assim – tão vulnerável que necessita do peso, para que as pessoas pensem duas vezes antes de se meterem com você. Em todos estes casos, as ideias vão ser conscientes. Você as alimentou muitas vezes e sua imaginação e  emoções estão em conluio com eles, e não em conflito.

Tradução minha, Flavia Criss em Jan/2011.

Fonte: http://sethquotes.paradisenow.net

3 comentários sobre “Seth fala sobre: A Natureza da Realidade Pessoal (parte 3)

  1. Precisoa mesmo decobrir de que maneira posso consegruir me livrar excesso de peso, pois não como muito,e o pouco que como tenho dificuldade de queimar por causa da glandula Tireóide , isso me incomoda muito, já fiz o pedido de implante e muita coisa já mudou na minha vida,mas fisicamente ainda não.O que falta? Abraços!

    1. Talvez trabalhar com a sua resistência, Déborah. Tem um vídeo de Abraham (legendado) que pode te ajudar:

      A meditação também é de muita ajuda para as resistências que acumulamos.

      Lembre-se, quanto mais resistimos a algo, ele persiste cada vez mais, então…o primeiro passo seria vc aceitar-se e amar-se do jeito que é para ir transformando o seu corpo em outra forma que vc também goste, além dessa que tem.
      Tudo de bom pra vc!
      Beijos!

  2. Achei maravilhoso o vídeo,mas minha dúvida é, que tipo de resistência eu tenho? Não é com o meu corpo, pois 20 k a mais incomda,mas como sou bem ativa,me cuido , me acho até muito atraente. A ùnica resistência que me vem à mente agora é com um relacionamento,explico á mais de dez anos venho tentando me separar, legalmete já consegui, mas não sou do tipo que briga, então sempre ,por algum motivo ele vai se chegando , na amizade ,com respeito, e quando vejo já estamos voltando a nos relacionar,a unica diferença é que em 2010, passei num concurso e mudei de cidade, hoje me sustento totalmente, mas por causa dos filhos ele está sempre ás voltas “tentando”,e olha que ele não desiste!!rsrsr Já até sofri muito por isso, agora não pois tenho a minha casa e agente se ve só de vez em quando. Me traz flores , declarações de amor etc,eu sempre tentei me separar pra conhecer alguem diferente, ter uma segunda chance … Hoje eu vejo que a unica resistência na minha vida era a esse relacionamento que parecenão ter fim.A história é bem mais longa amiga, isso é só um trechinho… Mas mesmo assim obrigada, já me ajudou bastante, Namastê, ou como dizemos ,nós Rozacruzes “Paz Profunda”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s