Ter Dinheiro

 O dinheiro não é bom nem é mau: é energia. É o modo de usá-lo o que determinará se será uma energia positiva, em benefício próprio e dos demais.

Se empregas teu dinheiro com um alto grau de integridade, se o fazesde forma que beneficie ás pessoas, dea cordo com sua consciência ou lhe servindo e fazendo uma contribuição, dando o melhor de ti, honrando aos demais e atuando atenta e conscientimente, fazes uma importante contribuição à humanidade e a ti mesmo.

Quando empregas o dinheiro de maneira que sirva a teus propósitos superiores e traga alegria para ti e os demais, geras dinheiro iluminado. Quanto mais dinheiro ganha-se e gasta-se com integridade, maior força de luz trará para todos.

Tenho abundância em todas as áreas de minha vida

A verdadeira abundância consiste em ter o que precisas para criar a obra de tua vida — as ferramentas, recursos e ambiente, e uma vida cheia de alegria e vitalidade. A abundância não é um estilo de vida extravagante e luxuoso, só mantido para impressionar aos demais, ou que não contribua nada a tua verdadeira obra. Parte da essência da espiritualidade é a fé na autêntica abundância de tempo, amor e energia. Teu exemplo ensina aos demais. Seria difícil, se não impossível, ajudar outras pessoas a viver vidas prósperas quando tua própria vida carece do sentido da abundância. Não quererás dar exemplo de uma vida em função da sobrevivência e cheia de carências. Quando tiveres a quantidade de dinheiro apropriada que cumpre uma boa função, teu exemplo de vida ensinará aos demais o significado da abundância.

 A maioria das guerras e penalidades devem-se à convicção de escassez. As pessoas que crêem na escassez tentam consumir cada vez mais os recursos da natureza, os esgotando.

Se queres contribuir para a paz no planeta, podes começar crendo na abundância para ti e para os demais. Na medida em que a sociedade crer na abundância ilimitada, começarão a se fazer novas descobertas que proporcionarão energia e recursos também ilimitados, que não contaminarão nem esgotarão a terra e assim existirão menos razões para a guerra. O planeta dispõe, realmente, do potencial de prosperidade para todos. Se a humanidade acreditasse nisso, poderia criá-la.

Comece a pensar que a prosperidade para todos é possível.

Minha prosperidade enriquece os demais

Não é ruim ter dinheiro. Alguns se sentem culpados por tê-lo sobretudo quando olham a seu redor e vêem a penúria. Há pessoas que crescem e aprendem tanto com um enfoque inteiramente materialista como outras com a pobreza.

Não é mais espiritual ser pobre nem é melhor ser rico. Se pensas que não é espiritual ter dinheiro, recorda as vezes que o tiveste, ainda que fora em quantidades pequenas. Recorda como o utilizaste. Talvez ajudaste mais aos que te rodeiam. Sentindo-te próspero, é provável que te sentisses também generoso e capaz de potencializar a abundância dos demais.

 Normalmente, as pessoas que têm as ideias mais claras a respeito do dinheiro não são as que têm fortunas nem as que carecem em absoluto disso; são aquelas que têm a quantidade justa de dinheiro. Assim não se vêem perturbadas por excessivas posses, e aquelas que têm, já lhes prestam um serviço. Não gastam o tempo e energia que seriam melhor empregados na criação da obra de sua vida na aquisição ou conservação de coisas materiais. Se tens muito dinheiro e precisas dedicar muito tempo a seu cuidado, podes-te ver desviado de teu caminho superior. Também a falta de dinheiro te pode apartar dele, se todo teu tempo e energia se emprega para sobreviver.

É importante ter dinheiro suficiente para viver. Se não se tem, se se dedica a maior parte do tempo às preocupações com comida e  aluguel, não terá energia suficiente para realizar a obra superior pela qual todos estão aqui.

Pensa que a “riqueza” é dispor do dinheiro suficiente para realizar a obra de tua vida. Não te fazem falta muitas posses materiais para ter “o suficiente”.

O propósito de tua vida, por exemplo, poderia consistir em trabalhar na natureza. Podes viver em uma cabana de madeira, gastar pouco dinheiro e mesmo assim, dispor de todos os recursos naturais necessários para realizar teu propósito. Em tal caso, serias rico.

O importante é ter dinheiro suficiente para poder fazer o que vieste fazer neste mundo e não te separes tanto disso. Dinheiro o suficiente significa pôr tua visão em ação, transformar a energia em torno de ti em prol de uma ordem superior.

Algumas pessoas precisam muitas coisas materiais para cumprir seu propósito nesta vida. Talvez tenham que trabalhar com um grupo de pessoas que só irão lhe escutar e respeitar se lhes oferecem sua riqueza e poder.

As posses materiais podem proporcionar uma experiência espiritual, ensinando as pessoas o que devem aprender nesta vida; a falta de dinheiro poderia ser um grande maestro para outras. Alguns encontram grande liberdade e crescimento no dinheiro; outros, em sua falta.

A quantidade de dinheiro que se precisa é um assunto pessoal; não julgues aos demais pelo que têm ou deixam de ter. Há pessoas que desperdiçam fortunas que, no futuro, serão empregadas para o bem da humanidade, ainda que no momento não pensem no que fazem nem sigam um caminho espiritual.

Não podes conhecer o propósito ulterior de um caminho. É bom medir o sucesso, não pelo dinheiro que se tem ou se ganha, mas pelo grau em que se cumpre o propósito de uma vida, a felicidade que se encontra nela, a posse da fortuna apropriada e a fé em um propósito.

 Como Criar Dinehiro, p. 90.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s