Seth fala sobre: A Natureza da Realidade Pessoal – parte 9 B

228
É importante notar que, independentemente da doença mental ou física adotada, ela é escolhida por uma razão, e é um método natural com o qual o próprio indivíduo sabe que  está fisica e mentalmente preparado para lidar.

Agora, os problemas internos que você encontra são sempre construtivos – os desafios o levam na direção de uma maior realização.

Um problema causado por culpa … materializado fisicamente como uma doença, pretende levá-lo a enfrentar e vencer a idéia de culpa ou a crença que você mantém em sua mente consciente. O corpo está sempre em estado de devir.

229
Você altera a composição química do seu corpo de acordo com suas crenças sobre como funciona a sua atividade em várias seções de sua vida.

230
A natureza de suas crenças pessoais em grande medida direciona os tipos de emoções que você terá em um determinado momento. Você irá se sentir agressivo, feliz, desesperado ou determinado de acordo com os eventos que acontecem com você, suas crenças sobre você mesmo em relação ao que acontece e suas idéias a respeito de  quem e o que você é. Você não vai entender as suas emoções a não ser que conheça as suas crenças. Parecerá que você se sente triste ou agressivo sem motivo ou que seus sentimentos despencam sobre você sem nenhum motivo, se você não aprender a ouvir as crenças dentro de sua própria mente consciente, pois são elas que geram suas próprias emoções.

Uma das causas gerais mais fortes da depressão, … é a crença de que sua mente consciente é impotente ou em face de circunstâncias exteriores que são impingidas sobre você ou antes de enfrentar fortes acontecimentos emocionais que parecem ser esmagadores.

Sobre as escolas de pensamento positivo: muitos … fazem com que você se acovarde diante da idéia de distrair os pensamentos ou emoções negativas. Em todos os casos, as pistas que levam à sua experiência emocional e comportamento estão em seus sistemas de crenças: uns, um tanto mais evidentes do que outros, mas todos disponíveis de forma consciente.

O que você acha de si mesmo, sua vida diária, seu corpo, seus relacionamentos com os outros? Pergunte a si mesmo estas perguntas. Anote as respostas ou grave-as. Mas de uma maneira ou de outra, seja objetivo em relação a isso.

Quando você sente o aumento das emoções desagradáveis, pare por um momento e faça um esforço para identificar a sua origem. As respostas estão muito mais disponíveis do que você acedita. Aceite os sentimentos como sendo seus no momento. Não os varra para baixo do tapete, nem ignore-os ou tente mascarar o que você pensa como bons pensamentos.

Em primeiro lugar, faça-se conscientes da realidade de seus sentimentos. Com o tempo, quando você se tornar mais consciente de suas crenças, verá como elas trarão alguns sentimentos à tona automaticamente diante de certas situações. Um homem que é seguro de si não fica zangado com qualquer desrespeito nem guarda rancores. Um homem que duvida de seu próprio valor, no entanto, fica furioso sob tais condições. O livre fluxo de suas emoções sempre o levará de volta para suas crenças conscientes, se você não impedi-lo.

Os seus  sentimentos sempre alteram o equilíbrio químico do seu corpo e também a sua produção hormonal, mas você só estará em perigo quando  se recusar a enfrentar o conteúdo de sua mente consciente. A própria intenção de conhecer a si mesmo para enfrentar a realidade de sua experiência pode ser de grande utilidade, gerando emoções que irão lhe proporcionar uma energia ou um impulso para começar.

… seu senso de equilíbrio interior.

233
Você não pode pretender ser feliz, pensando que você não tem direito à felicidade ou que você é indigno dela. Você não pode dizer a si mesmo para liberar pensamentos agressivos, se você acha que é errado libertá-los, então você deve arcar com sua opinião em todas as instâncias.

… A raiva … pode ser a mais excitante e emoção terapêutica, sob certas circunstâncias. Você pode perceber que tem se acuado diante de crenças contraditórias por vários anos, se voltar contra elas e literalmente começar uma nova vida de liberdade.

235
A violência é basicamente uma rendição esmagadora,pois em toda a violência há um enorme grau de emoção suicida que é a antítese da criatividade. Ambos, o assassino e a vítima que guerream, por exemplo, estão presos em um mesmo tipo de paixão, porém uma paixão que não é agressiva — é opositora. Ele é o seu oposto: o desejo de destruição.

Saiba que a ansiedade é composta de um sentimento de desespero causado pelo sentimento de impotência, e não de poder. A agressividade leva à ação, à criatividade e à vida. Não leva à violência, à destruição ou ao aniquilamento.

236
A violência ocorre somente quando a expressão natural da agressividade sofreu um curto-circuito.

O medo de suas próprias emoções podem causar danos muito maiores do que sua expressão, porque a sua apreensão cria uma carga que intensifica a energia por trás delas.

237
Não é uma questão de elevar-se acima da sua natureza, mas de evoluir a partir da plena compreensão dela. Há uma diferença.

Você pode aprender mais observando os animais do que você poderia aprender com um guru…– ou lendo o meu livro.

… você tem um exemplo de uma sensação escondida e distorcida de poder naquele que diz: “Eu sou tão poderoso que poderia matá-lo com o meu pensamento,porém ainda assim me recuso a fazê-lo”.  Não existe ninguém e nenhum pensamento que seja tão poderoso assim.

Cada pessoa tem sua própria base de energia e proteção. Você aceita apenas as idéias e pensamentos que se encaixam com o seu próprio sistema de crenças e, mesmo assim, conta com várias proteções.

.. O suicídio … e a guerra … são igualmente o resultado da passividade e da agressividade distorcida e das vias naturais de comunicação que não foram utilizadas ou compreendidas.

240
As crenças conscientes concentram a sua atenção, canaliza-a e direciona a sua energia para que você possa rapidamente trazer as idéias para a sua experiência física. Elas também atuam como filtros, que deixam de lado os dados que não podem ser assimilados no intuito de preservar a integridade das crenças. Portanto, a nossa Andrea não viu ou ignorou os sorrisos que cruzaram o seu caminho ou o encorajamento. E em alguns momentos, ela pode ter interpretado alguns eventos potencialmente benéficos como sendo “negativos” e esses foram então usados ​​para reforçar a crença em sua própria inferioridade .

241
Ela estava perdida em auto-piedade e auto-condenação. Estes sentimentos trouxeram à tona o estado de seu corpo debilitado.

Jane Roberts aconselhou Andrea a aceitar a validade de tais sentimentos como apenas sentimentos, para não inibi-los, mas para seguir o seu fluxo com o entendimento de que são sentimentos sobre a realidade. Enquanto sentimentos, eles são reais, pois expressam as reações emocionais às crenças. A próxima vez que Andrea se sentir inadequada, por exemplo, ela vai ser experimentar esse sentimento, sabendo que mesmo que ela se sinta inferior,  não significa que ela é mesmo inferior. Ela pode dizer “Eu me sinto inferior” e ao mesmo tempo compreender que o sentimento não é uma declaração de um fato que acontece, mas a declaração de uma emoção que ela esta sentidno no momento. Assim, uma validação diferente está sendo envolvida.

Experimentar as emoções, como tal, não é o mesmo que aceitá-las como demonstrações de fato da sua própria existência. Andrea  então deveria se perguntar: “Por que me sinto tão inferior?” Se você negar a validade da própria emoção e fingir que ela foi embora, então você nunca vai conseguir questionar as crenças por trás dela.

A essa altura dos acontececimentos, Andrea acredita que sua vida deve ser difícil.

… suas crenças a colocam em um estado de crise. Se ela alterá-las,  não existirá crise alguma. O corpo, então, deixará de reagir a situações e quase imediatamente a situação externa seria alterada.

Simultaneamente, todas as crenças são comunicadas aos outros, não só através de mecanismos corporais completamente inconscientes, mas telepaticamente. Você sempre vai tentar relacionar suas idéias com experiências no exterior. Todas as habilidades do self interior serão trazidas para materializar a imagem de suas crenças, independentemente do que elas deveriam ser. As emoções “apropriadas” serão geradas, manifestando os estados corporais que existem em sua mente consciente.

243
… Todas essas idéias obtêm a sua carga a partir de uma crença fundamental na impotência do self consciente em formar e regular a sua experiência.

… de modo que ela se sente e age menos atraentemente quando essa crença têm influência.

Freqüentemente,  aqueles que tentam com mais afinco ser “bons” o fazem porque duvidam do seu próprio valor…. muitos dos que defendem  a independência têm medo por serem basicamente indefesos. Na maioria dos casos, tais convicções opostas são mantidas conscientemente, mas separadas umas das outras. Portanto, elas não conseguem ser reconciliadas.

Nenhum sentimento o leva a um beco sem saída, pois os sentimentos estão em movimento, e que sempre nos levam a outro sentimento. À medida em que  fluem, alteram sua condição física inteira e esse intercâmbio devem ser conscientemente aceitos. Suas emoções sempre vão te levar à compreensão de suas crenças, se você não impedi-las. Estados emocionais são sempre motores para a ação e devem ser expressos fisicamente. Cada um desses estados tem sua base na agressividade natural.

244
A agressividade natural fornece carga para toda a criatividade …pois é o impulso criativo de amor, o modo pelo qual o amor é ativado; é o combustível através do qual o amor impulsiona-se … Tais crenças têm uma característica depressiva forte que pode levá-lo a trancar fortes sentimentos por considerá-la extremamente  negativa.

Você está à mercê de suas emoções somente quando você tem medo delas. Elas são o movimento de seu ser. Elas andam de mãos dadas com o seu intelecto. Mas quando você não tem conhecimento do conteúdo da sua mente consciente e não é justo para com as suas emoções, você entra em dificuldades.

246
Os sistemas de crenças são tão naturais e necessários quanto seus órgãos físicos. Na verdade, sua finalidade é ajudar você a dirigir o funcionamento do seu ser biológico …. Se deixado sozinho, seus pensamentos vão e vêm através de seus sistemas de crença tão naturalmente, e teoricamente, eles vão se equilibrar, mantendo a sua própria saúde e direcionando o seu corpo de modo que suas terapias inata possam acontecer.

Seus sistemas de crença, naturalmente, atraem certos tipos de pensamentos para as trilhas da sua experiência emocional. Uma barreira constante de ódio e pensamentos vingativos deverá realmente levá-lo a observar as crenças das quais elas tiram a sua força.

Os eventos subjetivos e objetivos considerados “negativos” que você conhece são destinados a fazer-lhe examinar o conteúdo de sua própria mente consciente. À sua maneira, os pensamentos de ódio ou de vingança são dispositivos terapêuticos naturais , pois, se você segui-los, aceitá-los em sua própria validade enquanto sentimentos, eles automaticamente o levarão além de si mesmos e vão se transformar em outros sentimentos, levando-o do ódio às areias movediças do medo – que está sempre por trás do ódio.

Ao fazer as pazes com seus sentimentos,  você unifica seu estado emocional, mental e corporal. Quando você tenta lutar contra eles ou negá-los, você se divorcia da realidade do seu ser … que o impulsiona em direção a uma solução terapêutica.

Quando renega tais emoções ou fica aterrorizado com elas, você impede  o fluxo do sentimento de um momento para o outro. Você constrói as barreiras. Qualquer emoção vai tornar-se outra se você experimentá-la honestamente. Caso contrário, você entupirá o movimento natural de todo o seu sistema.

O medo, enfrentado e sentido pelas suas sensações corporais, bem como os pensamentos que o seguem, trazem em si automaticamente o seu próprio estado de resolução. O sistema consciente das crenças que está por trás do impedimento será iluminado e você vai perceber que está se sentindo de uma determinada forma  porque acredita em uma ideia que provoca e justifica uma reação como essa.

Se você costuma negar a expressão de qualquer emoção, a este grau você se torna alienado não só do seu corpo, mas de suas idéias conscientes. Você vai enterrar certos pensamentos e colocar uma armadura biológica que impede você de sentir fisicamente os efeitos sobre seu corpo. Em cada caso, a resposta está no seu sistema pessoal de crenças, nos conceitos fortes que você mantem em um nível íntimo que, para começar,  trouxeram as inibições .

O corpo e a mente em conjunto apresentam um sistema unido, de auto-regulação, de cura e de auto-limpeza. Dentro desse sistema, cada problema contém sua própria solução, se for honestamente enfrentado. Cada sintoma, mental ou físico, é uma pista para a resolução do conflito por trás dele e contém em si as sementes da sua própria cura.

248
Há duas maneiras de chegar a suas crenças conscientes. A mais direta é ter uma série de conversas consigo mesmo. Anote suas crenças em uma variedade de áreas e você vai ver que acredita em coisas diferentes em momentos diferentes. Muitas vezes, haverá contradições aparentes. Essas contradições representam crenças opostas que regulam suas emoções, sua condição física e sua experiência física. Examine os conflitos. As crenças invisíveis parecerão que estão unindo essas atitudes aparentemente tão diversas. Crenças invisíveis são simplesmente aquelas das quais você está plenamente consciente, mas prefere ignorar porque representam áreas de conflito com as quais você não esteve disposto a lidar até então. Elas estarão sempre disponíveis quando você estiver determinado a examinar o conteúdo completo de sua mente consciente.

Se isso lhe parece um método muito intelectual , você também poderá trabalhar de trás para frente, ou seja, partindo de suas emoções para chegar até as suas suas crenças. Em qualquer caso, independentemente de qual método você escolher, vai levá-lo ao mesmo lugar. Ambas as abordagens exigem honestidade consigo mesmo e um enfrentamento dos aspectos mental, psíquico e emocional de sua realidade atual.

Tradução minha, Flavia Criss em Maio de 2011.

Fonte: http://sethquotes.paradisenow.net

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s