Sigo minha maior alegria

Sempre que se sentir pesado, ou alguma resistência e receio na hora de continuar, será sinal de que não estás a seguir teu caminho superior. Teu eu superior te fala, fazendo com que te sintas alegre quando segues teu caminho superior e resistente ou pesado quando não.

Se estás a forçar-te a atuar de acordo com uma “série de deveres”, não estás atento à parte mais profunda de teu ser. Raras vezes dizer-te-á tua alma “Deves fazer isto; deves fazer aquilo.” Tua alma diz “Não é  maravilhoso isto? Não te dá grande alegria? Não encantar-te-ia o fazer mais?”

Todos experimentam momentos de resistência ante um ato determinado ainda que sem saber porquê; mais adiante, descobre-se que o ato era desnecessário ou inapropiado. Pode-se ter um projeto e sentir negação a realizá-lo. Seguindo os conselhos de teu interior e teu sentimento de alegria, deixas o projeto de lado e ocupas-te de outra coisa. Em um momento posterior do dia ou da semana, recebes um telefonema que te informa de uma mudança na situação: o projeto já não era necessário ou se requeria uma ação diferente. Se tivesses-te “obrigado” a trabalhar naquele projeto, terias tido que o fazer de novo.

É bom separar-te temporariamente de todas aquelas atividades que te lembras que deves fazer para te perguntar que é o que gostarias de fazer. Seguindo os conselhos de teu interior e teus sentimentos de alegria, poupas-te trabalho desnecessário.

Honro a mim mesmo em tudo o que faço

Parte da resistência pode ser sabotagem. Deve-se à consideração de que não mereces mais do que tens. Se sabes em teu interior que uma dieta sã, o exercício, o ocupar-se de um assunto ou outro tipo de ação qualquer beneficiar-te-ia realmente mas te resistes a empreendê-la,  falta fazer maior honra a ti mesmo. Em vez de enfrentar-te imediatamente aos temas importantes, começa realizando pequenas ações em tua honra. Pensa em algo verdadeiramente luxuoso e satisfatório que gostarias de fazer. Talvez gostarias de tomar um banho quente, comprar flores para tua casa ou dedicar-te meia hora ao dia a ti mesmo.

O tempo dedicado a estas atividades satisfatórias envia a teu inconsciente a mensagem de que és uma pessoa valiosa que merece atingir seus objetivos. Ser-te-á mais fácil chegar aos passos mais importantes neste sentido, se vais-te aproximando por meio de ações menores. E ser-te-á mais fácil seguir a direção que surja de teu interior, uma vez tenhas adquirido o costume de fazer honra a tuas necessidades e sentimentos mais profundos.

Terá momentos que teu guia interior dizer-te-á “Quero trabalhar todo o dia, hoje. Sento-me tão bem conseguindo tudo o que consigo”. Teu guia interior não levar-te-á sempre para uma gratificação imediata; com freqüência, busque um sentido mais amplo do teu interior e a satisfação. Os conselhos de teu interior falam-te de muitas maneiras diferentes, mas sempre com um sentimento de autoestima e satisfação pelo que se faz.

Se forças-te a realizar um determinado trabalho por um sentimento de obrigação ou a gastar dinheiro porque parece-te que assim deves o fazer, não estás a escutar os conselhos de teu interior. Se tens um trabalho que te obriga a fazer tarefas que não gostas, considera a situação em general. Porquê tens um trabalho que não te permite fazer o que gostas? Se gostas do trabalho e a maior parte do que fazes exceto determinadas tarefas, as considera de novo. Pode ter um modo melhor de executá-las, um procedimento mais adequado, uma diferente repartição de tarefas entre tu e teus colaboradores ou algum modo de que te possam ajudar tua família, teus filhos ou teus amigos. Presta atenção a tuas sensações negativas– emitem-te mensagens sobre como melhorar tua situação.

Não honras a ti mesmo trabalhando durante horas em atividades que não te dão prazer. Se decides fazer o que gostas, talvez descubras que todos os trabalhos que te obrigas a realizar para ganhar dinheiro já não são necessários. Também descobrirás que, a longo prazo, ganharás mais dinheiro fazendo as coisas que amas que aquelas que te desagradam.

Quanto mais alegre sintas-te fazendo coisas e seguindo teus impulsos, pressentimentos e visões superiores, mais fácil e rapidamente terás o que desejas. Seguindo teu caminho superior, verás que, a cada vez mais, tudo funciona de forma fácil e maravilhosa. Isto não quer dizer que não terás que enfrentar dificuldades, porque estas te ajudam a ser mais forte e seguro. Sendo teus sentimentos de alegria, felicidade e autoestima, teus sonhos se farão realidade.

Extraído de “Como criar dinheiro”,  por Sanaya Roman e Duane Packer. p. 31

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s