AS SETE ETAPAS DE UMA TRANSFORMAÇAO CONSCIENTE : RITOS ESPIRITUAIS DE PASSAGEM

Autora:  KARPINSKI, GLORIA D.

Tradutora:  PAIVA, ELIANE FITTIPALDI PEREIRA LIMA

Revisora para este Blog: Flavia Criss

SINOPSE: Onde quer que você se encontre na sua jornada espiritual, este livro
poderá mostrar-lhe como utilizar criativamente a força de uma experiência que todos
nós compartilhamos, mas que muitas vezes tememos: a mudança. Se você está
vivendo o desafio de viver num mundo cada vez mais complexo, ou se está passando
por uma experiência que assinala o término de um relacionamento, de uma atividade
ou de uma situação poderá aprender a usar conscientemente essa mudança como um
rito espiritual de passagem.

Sumário

Introdução
PARTE I: Iniciação
Mudanças
Iniciação: Ontem, hoje, amanhã
PARTE II: As Sete Etapas da mudança consciente
Primeira Etapa: A forma
Reencarnação
Segunda Etapa: O desafio
Terceira Etapa: A resistência
Quarta Etapa: O despertar
Quinta Etapa: O compromisso
Sexta Etapa: A purificação
Sétima Etapa: A entrega
PARTE III: Da forma à entrega: A convivência com a mudança consciente
Uma agenda oculta: O medo da morte
Agentes de mudança: Quando nos tornamos servidores do mundo

Introdução
Mudança é desafio. Mudar alivia, frustra, ameaça, entristece ou alegra. Acima
de tudo, obriga-nos a crescer. É o mecanismo através do qual a natureza nos garante
a evolução e o modo como Deus nos chama de volta para casa. Mudar é desfazer as
ilusões a respeito de nós mesmos e dos outros. Anjo de misericórdia ou rígida
disciplinadora, a mudança está constantemente nos moldando para nos tornarmos
tudo aquilo que estamos destinados a ser. Ela nos molda com a mesma precisão com
que o vento forte esculpe uma árvore ou a água caudalosa dá novas formas à rocha
mais dura. A mudança é o ponto de partida para atingirmos estados de consciência cada vez mais elevados. A consciência é o conjunto de toda a nossa percepção, uma
síntese do coração e da mente que nos torna capazes de agir.
A mudança nos convida à flexibilidade e ao risco. Ela nos oferece por mais
vezes o despertar da consciência até o estágio em que temos vontade de morrer para
aquilo que é velho. Quando apenas suportamos a mudança com estoicismo ou
protestamos contra ela em altos brados, não aprendemos nada e adiamos o inevitável.
Contudo, quando aceitamos a mudança — quando simplesmente a aceitamos, nada
mais que isso — ela catalisa a nossa vida, amplia o nosso conhecimento e faz com
que a nossa perspectiva passe do medo à afirmação da vida. Isso porque vida
significa mudança.
Há várias maneiras de se lidar criativamente e sem temor com a mudança.
Uma delas é através da compreensão da própria mudança. Quando alguém é
envolvido no drama de uma repentina crise pessoal, é na maioria das vezes um
desafio ser capaz de ver nele algum sentido. Mas a mudança significa sempre um
processo, mesmo quando chega repentinamente. Em geral, ela parece ser caótica e
ameaçadora, sem nenhuma direção clara. A palavra-chave aqui é parece. Isso quando
a examinamos a partir de um ângulo mais amplo, porque, se fizermos um retrospecto,
veremos na mudança a ação da evolução planetária ou pessoal.

As 7 Etapas de Uma Transformação Consciente, p. 5

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s