Relacionamentos da 4a Densidade – parte 3

Perguntas e Comentários (continuação)

Eu sempre me vejo não fazendo certa escolhas, porque sou sensível a opinião dos outros. Prefiro não causar problemas para eles. Eu não quero magoar as outras pessoas.

Germane: Esta é uma pergunta muito boa. Vocês expressaram a consciência de massa aqui. Um dos maiores presentes que você pode dar às pessoas em sua vida é ser 100% você. Isto significa que você deve ser absolutamente honesto em todas as suas interações e não assumir a responsabilidade pela dor dos outros. Sabemos que isso é um grande problema para a maioria das pessoas no seu mundo. Você não pode nunca ser responsável pela dor de outras pessoas.

Uma pessoa anda na rua e vê um amigo. Ela diz, “Oh, você cortou o cabelo. Ficou bom.”

O amigo então se apavora e pensa que está sendo tratado com condescendência. Todos vocês já tiveram experiências assim, em que foram totalmente incompreendidos. Mas vocês devem, a todo custo, se expressar, ao mesmo tempo em que não assumem responsabilidade pela reação dos outros. Vocês podem dizer coisas boas sempre, e ainda assim, pisar nos calos das pessoas.

É o que eu tenho de descobrir. Finalmente estou fazendo escolhas por mim, e as pessoas estão ficando chateadas. Mas eu ainda quero ter essas pessoas como meus amigos.

Germane:Você não pode sacrificar o seu próprio crescimento e o crescimento de outras pessoas por um relacionamento baseado na ilusão.

Bem, a maioria dessas pessoas tem sido, parte do tempo, metafísicos de araque Eles gostam de conceitos, mas não querem aplicá-los em suas vidas.

Germane:Boa palavra. Poderemos tomá-la emprestado. Este é mais um daqueles temas que não nos cansamos de frisar, pois o maior serviço que você pode fornecer ao seu vizinho é ser completamente quem você é. Vamos dar um exemplo utilizando um modelo fictício. Digamos que uma mulher tem medo de altura. E digamos que ela veio para esta vida para resolver outra vida em que ela pulou de um penhasco.

Vamos dizer também que o marido dela reconhece seu medo de altura. Assim, ele certifica-se de que ela nunca esteja perto de qualquer coisa alta. Como ela poderia ser capaz, de forma tranquila,  de enfrentar o que veio aqui para enfrentar, se seu marido a mantém longe das alturas? Tudo torna-se mais difícil, ,pois prolonga-se a dor.

Se, em sua empolgação,  seu marido disser: “Eu quero voar num balão. Você quer vir comigo?” Ela pode simplesmente responder que sim, porque reconhece que é algo que tem que enfrentar. Porém não poderia fazê-lo, se o seu marido não lhe desse essa oportunidade de enfrentar suas questões.

Isto é o que queremos dizer com enredamento, ou entrelaçamento. Vocês perderam as fronteiras que existem entre você e outras pessoas. Tentam proteger os outros, quando, na realidade, estão realmente apenas tentando proteger a si mesmos da raiva, da desaprovação, ou da invalidação dos outros. Então o marido acha que ele está protegendo sua esposa de seu medo. O que ele está realmente fazendo é proteger-se de ser testemunha da dor dela, ou de sua culpa por talvez causar dor a ela. Ele está protegendo a si mesmo. Ao mesmo tempo, ele está permitindo que a mulher a continue com medo e que evite seus medos, quando isso é o que ela veio enfrentar aqui! O maior presente que você pode dar a qualquer um em sua vida é ser totalmente 100% quem você é. É assim que cada pessoa será desafiado. É assim que cada um poderá assumir a responsabilidade por suas vidas, medos e emoções. Essas emoções e reações nunca são causadas ​​por outra pessoa. Todos elas vêm de você. O maior presente que você pode dar em um relacionamento é não evitar ser quem você realmente é.

Isso é um dos meus calos. Eu não acho que você tenha o direito de ferir outra pessoa emocionalmente. Se ela não pedir-lhe para ser completamente honesto e machucá-la, como você teria o direito de fazer isso?

Germane:Há uma grande diferença entre deliberadamente ferir alguém e ser quem você reconhece que é. Se o marido arrastou a mulher para o topo da falésia e forçou-a a olhar por cima da borda, está deliberadamente machucando-a. Ser quem ele é, naturalmente, não a machuca. Se ela optar por ser ferida, é escolha dela. Mas não há vítimas. Não pode jamais haver vítimas.

Se você acreditar que em qualquer instante alguém pode ferir uma outra pessoa, então você está polarizando vítimas e algozes, que será então a maneira como vai ver o universo. Há uma grande diferença entre deliberadamente ferir alguém e ser totalmente quem você veio para ser.

Você nem sempre pode saber o que vai magoar o seu companheiro. Na sua inocência e excitação, você pode levá-lo a um desses penhascos e não saber sobre seu medo. Como você poderia prevenir-se de fazê-lo? Não pode. O resultado é o mesmo. A única coisa que pode fazer é ser totalmente quem você é. Isso é apoderar-se. Isso é desligar-se das ligações secretas que você tem com as pessoas e reconhecer as conexões mais espirituais que todos vocês têm, e que sempre tiveram. Você nunca poderá machucar outra pessoa. Nunca!

Se você não estiver sendo  100% seu Self natural, então estará manipulando as pessoas ao seu redor. Eu não vejo  exceção para isso.

Eu percebo momentos em meu modo de me comunicar com os outros em que eu “suavizei o golpe.” Meu parceiro e eu achamos que o nosso entusiasmo seria demais para a outra pessoa. Ao tentarmos adivinhar qual seria a reação da outra pessoa e ao alterarmos a nossa auto-expressão natural, nós sempre comprometemos a comunicação.

Germane:Você compromete a sua integridade quando se detém. Se não expressar quem você é, estará mentindo. Estará mentindo para si mesmo e estará mentindo para a outra pessoa, que é uma ferida ainda maior do que a verdade. Assim, ela só o conheceria através de suas mentiras e não saberia quem você é. Não poderia te amar por quem você é, pois ela não sabe quem é você.

Deter o seu entusiasmo por medo de machucar o outro é uma idéia da 3D. Você não pode levá-la para a 4D , se quiser expressar verdadeiramente quem você é. Se olhar um pleiadiano, verá que ele nunca se magoaria pelo comentário de outro. Isso é porque eles reconhecem que são eles que criam todos os comentários que acontecem. Eles são os únicos que criam a sua realidade própria e não podem ser vítimas da mágoa.

Se você estiver continuamente protegido contra a raiva do outro (como se  protegeria do frio), um dia terá que sair lá fora e pelo fato de nunca ter sentido esse frio, tudo será devastador para você .

Por um lado, você é honrado por se  preocupar com os sentimentos do outro. Mas por outro lado, também o está insultando, pois não permite nunca que ele seja totalmente quem é. Você o protege das coisas que teme, não necessariamente das coisas das quais ele tem medo. Esta é uma situação em que ninguém ganha.

E se você estiver querendo expressar-se, seguindo o seu entusiasmo em 100%, e ainda assim ver que os outros estão achando que isso vai prejudicá-los? Como você lida com essas situações no processo de transição em que estamos agora entre 3D e 4D?

Correndo o risco de soar muito rude, para o inferno com o que os outros pensam. Você pode dizer aos outros que entende o que eles sentem, mas que fazê-lo significaria uma violência imensa si próprio. Seja verdadeiro. Fazer o que as pessoas querem significa mentir para elas. Pode dizer-lhes isso. Se elas não concordarem com você,  é escolha delas. Mas nós não acreditamos que a maioria de vocês sabe realmente o que acontece com cada um, lá dentro, quando não dizem a verdade.

Quando você retém aquilo que é, ele submerge para dentro de si. Enterra-se em suas células e começa a construir toxinas dolorosas primeiro a nível emocional, e depois então a nível físico realmente. Se não expressar quem você é em 100%, tais julgamentos irão lhe consumir. Câncer, doenças cardíacas e todas essas coisas lindas que vocês têm em seu planeta são resultado de seu próprio julgamento, de que você não é digno de ser totalmente quem se reconhece ser. Você vai se entupir com isso. E quanto mais se enche, mais doente fica, literalmente. Entupir-se com essas coisas pode causar uma dor tremenda por toda a sua vida. Liberando-as, sentirá um êxtase.

Você pode treinar-se para saber quem você é… e o primeiro passo acontece em uma situação de confronto. Primeiro, o que é que você quer dizer? Deixe-se pensar nisso, em primeiro lugar. Muitos de vocês não se deixam pensar sobre o que  realmente querem dizer, mas se entopem com isso antes que possam realmente conhecer a idéia. Anote-a. Diga-a a um gravador. Sintam-se confortáveis com quem vocês são. Isso irá, naturalmente, ensiná-los a expressarem-se sem o julgamento pesado que fizeram sobre si mesmos no passado. Mas se não estiverem mesmo permitindo-se chegar a esses pensamentos,  não serão capazes de treinar-se a falar sobre eles e não saberão quais são seus pensamentos. Permitam-se ficar bem e começar a pensá-los. Anotem-nos. Exteriorizem-nos. Extraiam-nos do seu campo de energia para que não se depositem em seu corpo energético. Vocês são todos partes divina do criador. Seu design é construído para canalizar em  100% a todo instante a energia do Tudo O Que É, que é neutra. O Tudo O Que É não é nem positivo nem negativo. É estase, é equilíbrio.

Quando vocês negam e desligam qualquer parte de si mesmos, desligam também o próprio fundamento da energia de sua criação. Vocês julgam que apenas partes de si mesmos são dignas e outras não. Isso os joga na desarmonia. Portanto, todos os seus relacionamentos, até certo ponto têm a disarmonia, pois refletem o que vocês estão sentindo dentro de si. Vocês não podem deter nenhuma parte de si mesmos.

Vocês irão  aprender a saber quando aquilo que têm a dizer vem de uma relação equilibrada integrada, ou se vem de um ataque ou de uma manipulação. Vocês aprenderão a dizer a diferença. Quanto mais praticarem, mais capazes serão de dizê-lo. Se sentirem que gostariam de dar pequenos passos em relação à ideia de expressar quem são, então, antes de fazê-lo, mantenham-se centrados e sintam se o que têm a dizer é algo equilibrado e integrado, ou se têm a intenção de se preencherem a partir de sua expressão às pessoas. Se for assim (para levá-las a fazer algo, por exemplo), então há uma motivação oculta e a expressão não pode ser clara. Mas, de toda forma, pelo menos, expressem-na para si mesmos. Saibam quem vocês são. Ouçam seus pensamentos e sentimentos. Saiam dessa energia parada. Seus relacionamentos irão florescer e mudar quando vocês pararem de assumir a responsabilidade pela a reação das outras pessoas.

Antes de expressarem algo, perguntem-se qual o seu desejo em expressar-se. Às vezes vocês poderão achar que o desejo é o de mudar a outra pessoa, e isso não é uma idéia honesta. Às vezes poderão ver isso, outras vezes não. Às vezes quando não conseguirem ver a ideia, poderão pensar: “Minha intenção é clara como água” e então expressarão o seu pensamento. Se tal expressão for um ataque, estarão expressando-a para alguém que traz em seu sistema de crenças que ela pode ser atacada. Então, estarão fornecendo para a outra pessoa uma maneira para que ela cure seu sistema de crenças, ao lhe proporcionarem tal estímulo.

Quando se expressam, atacando ou não, vocês fornecem uma maneira para que a outra pessoa (o destinatário) aprenda e cresça. Se ela não tiver nenhum problema em ser atacada, não se sentirão assim. Se ela acreditar que pode ser atacada e que isso é um de seus calos, irá se sentir atacada. Mais uma vez, repito, vocês não podem assumir a responsabilidade pela forma como a pessoa reagirá. Vocês não sabem como irão reagir! Ela poderá não se sentir ameaçada de forma nenhuma. Suas interações uns com os outros são coreografadas em perfeita sincronia. Não há reação que não lhes diga respeito. Todas as expressões dizem respeito ao contexto em que são expressas, e não poderia ser de outra maneira. Não há erros na criação. Não há coisas erradas. Há apenas uma expressão neutra e a sincronicidade do Tudo O Que É.

Se sua esposa chegar a você e dizer: “Você é um idiota”, e se você se magoar, então isso é parte da sincronicidade para o seu próprio crescimento.

Tradução minha, Flavia Criss, em Ago 2011.

Fonte: http://www.worldtrans.org/lyssa/112edit.html

Foto: Iko

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s