EXERCÍCIO: REUNIÃO DO COMITÊ

Esta visualização é indicada para nos ajudar a descobrir que aspecto de nós mesmos está no controle de certas funções. Se você está disposto a confiar nas imagens que o seu inconsciente vai pôr para fora durante estes exercícios, poderá aprender muita coisa a seu próprio respeito. Se está consultando regularmente um terapeuta, sugiro que vocês dois façam este exercício conjuntamente. Também é útil fazê-lo com um amigo. Você pode querer registrar sua experiência em um gravador, pois é fácil esquecer os detalhes.
Algumas coisas para lembrar:
• Você não deve fazer este exercício, nem qualquer outro, caso não se sinta à vontade ao fazê-lo. Nem todo exercício é para todas as pessoas. Confie em si mesmo. Se você tem a tendência de se alterar com facilidade e não sabe como lidar com isso, sugiro que só o faça com um terapeuta, um ministro de culto ou um conselheiro.
• Não importa se você é homem ou mulher, você tem energias masculinas e femininas funcionando. Portanto, faça as duas visualizações.
• Não julgue nada. Trata-se apenas de informação. Não há certo ou errado, bom ou ruim. Se você resistir a uma imagem porque não gosta dela pode negar a si mesmo uma valiosa visão interior.
• Preste atenção em cada detalhe. Como acontece com as imagens oníricas, todo pequeno item é uma pista.

   A. REUNIÃO COM O SEU COMITÊ FEMININO
1. Procure um lugar onde não haja a mínima distração. Comece assumindo uma posição bem cômoda e relaxe. Faça quinze ou vinte respirações profundas. A cada respiração, libere a tensão conscientemente. Contraia e relaxe todos os músculos tensos.

2. Reassegure o seu subconsciente fazendo uma prece que afirme que essa experiência é para o seu bem. Veja a si mesmo rodeado e repleto de Luz pura. Afirme que está procurando a verdade e apenas a verdade.

 3. Agora, com o olho da mente, crie uma imagem de si mesmo andando perto de um lago, ao entardecer. Torne essa imagem tão vívida a ponto de poder ouvir a água batendo na margem e os sons da vida se acalmando na tarde. Sinta a leve umidade do orvalho sob os seus pés, a suavidade da brisa da noite na sua pele. Olhe o alto e observe que as estrelas estão surgindo. Vai haver lua cheia esta noite.

 4. Logo você chega a uma ponte que leva a uma ilha no meio do lago. Com o que é que se parece essa ponte? Ao pisar nela, você começa a alimentar uma expectativa, mas não se apresse. Enquanto está cruzando o lago, observe como a luz está brilhando, como a água está reluzindo com a luz prateada. Há cisnes nadando calmamente perto da ponte.

 5. Ao sair da ponte, você entra por uma trilha que leva ao coração de uma floresta. Trata-se de uma trilha bem batida e a floresta é um lugar seguro. Que espécie de árvores crescem ali? Há alguma vida selvagem? A lua ilumina a trilha e você vai andando diretamente até uma clareira.

 6. No meio da clareira, há o crepitar de uma fogueira. Você está sendo esperado. Em torno da fogueira, em círculo, há lugares para as pessoas se sentarem, embora você seja o primeiro a chegar. Que espécie de assentos são esses? Pedras? Toras? A lua está bem no alto. Procure o lugar no círculo em que se sinta mais confortável e sente-se. Familiarize-se com o círculo. Há alguma coisa aí que chama a sua atenção?

 7. Agora você vai convidar algumas das mulheres que há dentro de você para virem encontrá-lo nesse círculo. Cada uma delas lhe trará um presente. A primeira é a sua Mulher Poderosa. Solicite a sua presença e aceite-a sem se importar com a maneira como ela se apresenta. Ela vem vindo pela trilha? Está sozinha? Há algum animal ou pássaro com ela? Como está vestida? Qual é a idade dela? Qual a cor e o comprimento dos cabelos? Usa alguma jóia? Observe cada detalhe. Como é o seu andar? Ela lembra alguém que você conhece ou a respeito de quem andou lendo? Como é o jeito dela? Você gosta dela? Ela lhe agrada ou o amedronta? Ela lhe diz alguma coisa? Qual é o presente que lhe traz? Convide-a a sentar-se. Em que lugar do círculo ela vai se sentar?

 8. Agora você vai convidar sua Mulher Sábia para se juntar a você. Também ela vai trazer um presente. Observe os mesmos detalhes que observou na Mulher Poderosa — roupa, idade, atitudes e assim por diante. Sua Mulher Poderosa e Sua Mulher Sábia já se conhecem. Elas gostam uma da outra? Qual é a atitude dela? Aceite o seu presente e as palavras que ela tem a oferecer. Depois convide-a a se sentar no círculo. Onde ela se sentará? À sua direita? À sua esquerda? Na sua frente? Onde ela se encontra em relação à Mulher Poderosa? Como você se sente sentada com as duas?

 9. Agora você vai encontrar a Mulher Medo, aquela que você tem receio de encontrar. Convide-a para o círculo e não resista ao modo como ela vai se apresentar. Ela também lhe trará um presente. Observe as mesmas coisas que observou nas outras duas, prestando especial atenção àquilo de que gosta e àquilo de que não gosta — seu andar, suas atitudes, suas roupas. Observe tudo. Qual é o relacionamento dela com a Mulher Poderosa e a Mulher Sábia? Quem reage a ela e de que modo? Como ela se relaciona com as outras? Qual é o presente que ela traz?
Convide-a a sentar-se no círculo. Como ela reage e onde vai se sentar? Ela tem algo a dizer? Como você se sente em relação a ela?

 10. O próximo convite é feito à Mulher Desconhecida, a mulher que você não sabia que existia dentro de você. Ela chega com um presente, assim como as outras. Faça os mesmos tipos de observações que fez em relação às outras. Ela lembra alguém? Que pensamentos lhe vêm à mente quando você a vê? Preste atenção em cada detalhe, inclusive com quem ela se relaciona ou não. Ela realmente conhece as outras? Você está surpreso com ela? Tem medo dela? Qual é o presente que ela lhe traz? Peça-lhe para sentar-se em seu círculo e repare onde ela se sente confortável.

 11. Há mais alguém que tem de se juntar a esse círculo, e é a sua Menininha. Peça-lhe para se juntar ao seu círculo. Ela vem espontaneamente ou você tem de ajudá-la? Que idade tem ela? Como está vestida? Qual é a sua atitude? Qual das mulheres do círculo faz com que se sinta mais segura? Tem medo de alguma delas? Está comovida por ter sido incluída? Desconfiada? Para que lugar ela se dirige quando você lhe pede para sentar-se no círculo? Agora, peça às mulheres que a abençoem, cada uma a seu modo. Elas fazem isso de boa vontade? Como a garotinha se sente?

 12. Agora olhe atentamente em volta do círculo. Expresse a sua gratidão a cada um dos presentes. Diga-lhes que você planeja apresentar decisões difíceis ao círculo para ouvir o que cada uma tem a dizer. Pergunte ao grupo se há outras mulheres que você precisa encontrar e se as presentes fariam o favor de levá-las à próxima reunião.

 13. Depois de agradecer a cada uma das mulheres, prepare-se para deixar o círculo. Quando começar a voltar pela floresta, dê uma última olhada no grupo em torno da fogueira e demonstre sua gratidão. Quanto mais reconhecido você for e quanto mais aceitar todas as facetas de si mesmo — a luz e a sombra — mais aspectos do seu eu interior virão à superfície. Este é o seu círculo e o seu comitê.
Você pode voltar sempre que quiser. Mas agora precisa partir. Já é quase manhã.

 14. Siga o seu caminho de volta pela ponte. O sol está começando a surgir quando você chega à terra firme. Faça respirações profundas, encha os pulmões e dirija a energia para dentro dos pés e das pernas, para dentro do tronco, para dentro da cabeça. Esteja consciente do ambiente que o circunda e ponha-se à vontade com ele. Agora abra os olhos. Declare que você está em equilíbrio, em harmonia e em sintonia.
Observação: Você provavelmente estará cansado demais para fazer uma assembléia na primeira vez em que encontrar o seu comitê, mas, no futuro, você pode recriar esse círculo e levar seus problemas até ele. Ao ouvir o que cada uma tem a dizer, pode descobrir onde estão suas ambivalências, fazer “acordos” com os membros do comitê e usar a sua imaginação para facilitar a cooperação com todas as partes de si mesmo.

   B. REUNIÃO COM O SEU COMITÊ MASCULINO
Essa parte de sua visualização é feita de maneira semelhante ao encontro com o comitê feminino, mas dessa vez você amanhece escalando uma montanha até atingir uma clareira que existe no topo. É meio-dia quando você se senta no círculo e começa a convocar o Homem Poderoso, o Homem Sábio, o Homem que você Teme, o Homem que não conhece e o Garotinho. Em vez de presentes, imagine cada homem trazendo uma flâmula na qual há um símbolo significativo. Cada qual vai colocar a flâmula atrás do lugar onde se senta. Permaneça atento a cada detalhe do vestuário e das atitudes, e ao relacionamento entre eles. Se você não tem um conhecimento intuitivo imediato, eu recomendo que não tente compreender o que todos os símbolos significam. Você terá tempo suficiente para trabalhar com eles mais tarde. Agora, seja apenas observador e receba o que vier de sua própria mente criativa.

    C. REUNIÃO COM O COMITÊ MISTO
Quando você se sentir bem com os membros dos seus comitês masculino e feminino, pode criar reuniões mistas. É muito esclarecedor descobrir quem mantém o poder, quem fala alto, quem não fala. Você pode aprender muito a respeito de onde estão as rupturas na sua natureza dual e sobre o modo de saná-las.

As 7 Etapas de Uma Transformação Consciente, p. 182

Foto: Amanda B3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s