Pare de controlar – sempre haverá o “incontrolável”

Abraham ensina que grande maioria da pessoas oferecem praticamente todas as vibrações de seus pensamentos para responder a algo que elas observaram ou vivenciaram. Quando observam algo maravilhoso, elas se sentem maravilhosas; quando, porém, observam algo horrível, elas se sentem horríveis, mas acreditam que não têm nenhum controle sobre as circunstâncias que observaram.

Muitas pessoas ainda passam a maior parte da vida tentando controlar as circunstâncias, pois acreditam que uma vez estando em seu controle, elas conseguirão se sentir melhor.

Segundo Abraham, não importa o tamanho do controle que as pessoas consigam exercer sobre as ações de outros, este nunca será o suficiente, pois sempre haverá uma outra circunstância qualquer, incontrolável.

Nós não temos nenhum poder de criar algo para a vida dos outros. As pessoas todas oferecem ao Universo suas próprias vibrações, cada uma do seu jeito, cada qual com seu próprio foco de atração. Assim como nós estamos oferecendo nossas próprias vibrações ao Universo, com o nosso próprio foco de atração para tomarmos conta.

(Ask and It´s Given, p 135. Foto: hnnhlh14)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s