As Leis Universais: Definição

De acordo com Abraham no livro The Law of Attraction, existem três  Leis Eternas Universais que precisamos entender mais claramente, se quisermos aplicá-las intencional, efetiva e satisfatoriamente em nossa expressão de vida física. São elas:

1. Lei da Atração

2. Ciência da Criação Deliberada

3. A Arte da Permissão

A Lei da Atração é a primeira delas, e uma vez não aprendida e utilizada efetivamente, não será possível utilizarmos as seguintes. Abraham ensina que nós devemos primeiro entender e utilizar efetivamente a primeira Lei para conseguirmos então entender e utilizar a segunda; por conseguinte,  devemos primeiro entender e utilizar a segunda Lei para então passarmos ao entendimento e utilização da terceira.

A primeira Lei, A Lei da Atração, diz o seguinte: o que lhe é semelhante , desenha-se.

Embora pareça um tanto quanto simples, essa afirmação define praticamente a mais poderosa Lei do Universo – a Lei que afeta todas as coisas a qualquer tempo. Naõ existe nada que não seja afetado por ela.

Por sua vez, a segunda Lei, a Ciência da Criação Deliberada, diz o seguinte: aquilo em que eu penso e aquilo em que eu acredito ou espero – é.

Resumindo, poderíamos dizer assim: você obtém aquilo que pensa, quer queira ou não. A aplicação deliberada do pensamento é o objeto da Ciência da Criação Deliberada, então se nós não entendermos essas Leis e deliberadamente as aplicarmos em nossas vidas, poderemos muito bem continuar criando por default, ou seja, pelo padrão que imprimimos “sem querer”  em nossa mente ao longo do tempo, a partir das experiências vividas agradáveis ou não.

A terceira Lei por conseguinte, A Lei da Permissão, diz assim : eu sou o que sou e quero permitir que todos os outros sejam o que eles são.

Quando desejamos dar permissão para que os outros sejam como são – mesmo que eles não nos façam o mesmo – nos tornamos permissivos (no sentido de não sermos resistentes) , porém não é provável que alcancemos tal estado se não tivermos aprendido primeiramente o porque de termos recebido aquilo (primeira Lei).

Somente quando entendermos que qualquer coisa ou pessoa não pode ser parte da nossa experiência a não ser que as convidemos através do nosso pensamento ( ou através da nossa atenção para com elas) e que as próprias circunstâncias não poderão ser parte da nossa experiência a não ser que as convidemos através do nosso pensamento (ou da nossa observação), conseguiremos dar a permissão que desejamos nessa expressão de vida.

Abraham afirma que a compreensão dessa três Leis poderosas e Universais juntamente à sua aplicação nos conduzirá à liberdade gratificante de sermos capazes de criar nossa própria experiência de vida exatamente como a desejarmos.

Uma vez entendido que qualquer pessoa, circunstância ou evento é efetivamente convidado por nós a fazer parte de nossa experiência de vida através do nosso pensamento, seremos capazes de conduzir nossas vidas como realmente desejamos, quando fizemos a escolha de vir para nosso corpo físico.

Dessa forma, a compreensão da poderosa Lei da Atração, juntamente com a intenção de criar deliberadamente nossa própria experiência de vida decididamente vai nos conduzir à liberdade incomparável que advém apenas do completo entendimento, bem como da aplicação da Arte da Permissão.

(Esther & Jerry Hicks, The Law of Attraction, Ed Hay House, 2006. Tradução e comentários meus.)

2 comentários sobre “As Leis Universais: Definição

  1. vtatai

    Post muito interessante! O que mais me chamou a atenção foi a ênfase nos passos, e como devemos segui-los em sua ordem. Isso reflete na minha opinião a importância primordial da compreensão da Primeira Lei (e também a dificuldade de sua aplicação!), pois realmente creio que mesmo sem desejarmos acabamos muitas vezes aplicando de forma totalmente errônea tanto a Segunda quanto a Terceira Lei, atraindo para nós o tempo todo coisas, pessoas e acontecimentos que não desejamos realmente.

    1. Isso mesmo, por isso é o que Abraham nos orienta a fazer…No entanto, se vc pensar bem, só conseguimos passar para a segunda Lei (Ciência da Criação Deliberada) ou para a terceira (Arte da Permissão) quando entendemos a primeira, pq elas, entre si, são interrelacionadas. A grande sacada é a primeira Lei, na minha opinião. As seguintes são como desdobramentos dela…E realmente, a primeira é de longe, a mais difícil…Obrigada pelo seu comentário!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s