Meus motivos

Eu adoro desejar coisas…eu quero querer coisas!

Parece que o meu mundo se amplia e adquire uma nova formatação mágica e transdimensional.

Eu quero saber o que eu desejo…eu quero saber o que estou querendo nesse momento para a minha vida. E eu SEI. Eu quero um novo projeto de vida nessa nova vida. Eu quero uma nova profissão/trabalho compatível com a minha espiritualidade. Eu quero ser feliz nesse trabalho. Eu quero ganhar bem porque acho que mereço esse bem. E quero fazer bem aos outros com o meu bem.

Querer, desejar algo traz à minha vida um novo sabor, uma nova roupagem, um frescor, uma animação juvenil que eu adoro sentir. É maravilhoso encarar o inesperado…

Querer algo me leva em direção a essa bênção do inesperado…por isso eu quero desejar algo conscientemente.

Eu adoro identificar meus quereres…simplesmente é divina tal identificação pelo fato de trazer a vida para mim. Faz-me sentir muito bem a identificação de algo do qual eu quero ser parte, pois eu adoro apreciar a minha ideia, adoro contemplá-la, adoro planejá-la…adoro recortar fotos de revistas que lembrem a minha ideia, adoro conversar com as pessoas sobre ela, adoro especular sobre isso, adoro ouvir outras ideias semelhantes à minha, adoro ler histórias que me remetam à minha abençoada ideia…adoro pensar nisso!!!

Por isso é que eu adoro o sentimento do querer. Eu percebo que desejar algo é como adquirir vida!! Eu adoro me sentir viva!

Você se lembra de como é desejar algo ardentemente? Lembra-se de como é acordar de manhã cedo e já sentir a excitação, o querer aquilo te envivecendo? Lembra de como é sentir-se apaixonado por algo? Lembra-se do frio na barriga que dá ao se encontrar o que se deseja?

Nascemos para nos concentrarmos em nossos quereres, é o que Abraham nos diz. Quando temos a vontade de ter alguma coisa e pensamos que é possívelé possível…essa coisa já tem a nossa atenção e já se torna grande o suficiente para somar forças para si através da força do nosso pensamento!

Sou quem dá a força para a ideia…sou eu quem a concebe, sou eu quem dá-lhe a vida…sou quem lhe cede a energia da vida…por isso a minha ideia vai se tornando minha razão, meu motivo para viver durante algum tempo. E por isso minha ideia se torna irresistível a mim e vai conseguindo ter mais um pouco da minha atenção sobre mais um de seus aspectos, e quem sabe outra ideia acoplada a essa maior, e quem sabe essa seja a sua imagem ou quem sabe ela aconteça nesse lugar…sem medo de querer, pois já sei — porque Abraham me disse — que desejar, querer coisas é a minha função nesse planeta.

Você já descobriu algo para querer hoje?

Eu já tenho o meu desejo ativado que toma 17 segundos da minha atenção todos os dias e que já posso usar com sendo meu motivo temporário para viver.

E estou pensando nele agora…17 segundos.

Flávia Criss, Fev 2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s