Vivo em um Universo de abundância: Sempre tenho o que preciso

Pare por um momento e pergunte-te que é o que achas que dar-te-á o dinheiro e que agora não tens. Que necessidades ou desejos mais profundos ver-se-iam satisfeitos se tivesses uma grande soma de dinheiro? Sentir-te-ias mais seguro e livre de preocupações ou tua vida seria mais singela? Poderias abandonar as atividades que não te dão prazer, deixarias de ter problemas ou encontrarias a liberdade para fazer o que queres em tua vida? Quais são as qualidades ou sensações superiores que acreditas te aumentarão a paz interior, o amor, a autoestima, o bem-estar, a felicidade? Se não é uma grande soma de dinheiro o que desejas senão um objeto que agora não tens, que necessidades ver-se-ão satisfeitas por este objeto em tua vida? Se não desejas nada material, que sentimento ou qualidade superior gostarias de experimentar com mais frequência?

Podes começar a satisfazer estas necessidades agora mesmo. Podes viver uma vida plena e agradável e realizar teu grande potencial sem as coisas materiais que desejas criar. A essência de tudo aquilo que pode servir teu bem maior, está a teu alcance. O universo não diz que só poderás ter o que é bom para ti quando tenhas ganhado milhões. O universo diz que todo o bom para teu bem superior se pode ter agora, hoje. Pergunta-te que é o que esperas que te ofereça o dinheiro e pensa e que maneira poderás ter sua essência agora mesmo.

Algumas pessoas, por exemplo, acham que o dinheiro fará suas vidas mais singelas. Podes ter uma vida mais singela agora mesmo, desenvolvendo e expressando as qualidades que to permitam, como a paz interior, o bem-estar ou o silêncio interior. O dinheiro não dar-te-á uma vida mais singela.

De fato, se não aprendes a introduzir em tua vida aquelas qualidades que a possam simplificar, o dinheiro fá-la-á mais complexa. Se o que desejas é uma vida mais simples que é o que poderias fazer agora mesmo para começar a simplificar?

Outras pessoas pensam que o dinheiro permitir-lhes-á deixar de fazer as coisas que não gostam. Para começar a desprender das coisas que não te aprazem, aprende a te honrar e te respeitar mais. Podes começar aprendendo a deixar de fazer agora mesmo as pequenas coisas que não gostas; fazendo-o, sentirás mais respeito para ti mesmo e acostumar-te-ás a fazer só o que gostas.

Há os que se vêem motivados para ganhar dinheiro porque pensam que sua posse livrar-lhes-á dos problemas e as duras lições. Não se pode viver na Terra e evitar as lições, mas pode-lhas aprender fácil e alegremente em vez de com esforço. O desenvolvimento das qualidades da sabedoria interna e a paz ajudar-te-á a considerar os problemas como oportunidades de desenvolvimento, fato que ajudar-te-á os enfrentar com mais facilidade do que nunca te pudesse contribuir o dinheiro.

Talvez desejes uma grande quantidade de dinheiro para sentir-te mais seguro. A segurança não se baseia na acumulação de riquezas. Há pessoas que criaram impérios multimilionários e mesmo assim não se sentem seguras. De fato, se não aprendem a se sentir seguras, o dinheiro potencializará seus sentimentos de insegurança e intensificará seus temores.

A sensação de segurança poderia radicar, para ti, no desenvolvimento de qualidades como o valor e a confiança em tua orientação interior. Se tens um sentimento de segurança em teu interior, poderás cria uma vida que o reflita. Se desejas mais segurança em tua vida, detente um momento, tranquiliza-te e pergunta-te que qualidade poderias desenvolver que te faça te sentir mais seguro.

Há pessoas que querem dinheiro porque pensam que fá-lhes-á mais poderosas. Não nos referimos ao poder do ego, o que manipula ou controla aos demais, senão ao verdadeiro poder, o que vem da tentativa de se elevar, ganhar paz interior, manifestar o potencial e operar desde a luz da alma maior até a personalidade.

Quais são as qualidades que se a experimentasses mais com freqüência  permitir-te-iam te sentir mais poderoso? Encontra o modo de expressar estas qualidades e realiza estas atividades  com mais freqüência.

“Como criar dinheiro”,  por Sanaya Roman e Duane Packer. p. 13

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s