Ascende por Teu Caminho Superior

Talvez tenha chegado o momento para que tomes certas decisões e elejas determinadas opções. Se é hora de mudar o velho e construir o novo, terás que examinar quais são os melhores passos. É o momento de deixar ou transformar teu trabalho atual? Começar teu próprio negócio? Encontrar um emprego? Ir à escola e aprender mais?

Não é necessário que abandones teu trabalho atual para lançar ao mundo tua obra e tuas ideias. Fica onde estás enquanto começas a pôr em prática tuas novas ideias. Dá-lhes tempo para germinar e crescer a seu ritmo. Não mudes de trabalho até pôr os alicerces de tua nova obra e que sejam sólidos para te sustentar. Se estivesses a construir uma casa nova, ficarias na velha até que a outra estivesse totalmente acabada.

Normalmente, é melhor não relacionar os assuntos da sobrevivência com a nova direção que estás a empreender. Iniciando teu novo caminho, não deixes que tua necessidade de dinheiro te pressione. Pelo contrário, encontra um modo de ter rendimentos suficientes enquanto fazes tudo o que te ocorre para pôr tuas ideias em prática e fortalecer ao máximo teu novo caminho.

Se teu trabalho atual não te satisfaz, talvez queiras o transformar em vez de o abandonar. Muitos têm bons empregos que seriam mais satisfatórios se estivessem dispostos a mudar sua atitude ou se esforçar pelos fazer mais agradáveis. Rara vez começa-se um trabalho para descobrir que tudo é perfeito; parte do desafio é conseguir que tua atividade de trabalho concorde com tua forma de ser. Se queixas-te de teu trabalho, o que é exatamente que te incomoda? Há pessoas que deixam seus empregos simplesmente porque há algo que não gostam em de seu chefe, um colega ou algum detalhe que aconteceu. Se pensas que teu trabalho atual faz sentido, que constitui uma contribuição e te oferece a oportunidade de evoluir, valerá a pena que tentes o melhorar. Se não gostas do que estás a fazer, isto não quer dizer que não possa o converter em agradável.

Mudando-me a mim mesma =  mudança do mundo que me rodeia

Podes mudar muitas situações desagradáveis, mudando algo dentro de ti. O modo em que te tratam as pessoas e as oportunidades que se te apresentam estão determinados por tuas atitudes, energia e amor. Se não te sentes estimulado em teu trabalho, talvez seja porque não te estimulas a ti mesmo. Se não te sentes valorizado por teu chefe, teus colegas ou teus empregados, talvez seja porque não tens aprendido a te apreciar a ti mesmo. Quando tiveres aprendido a te valorizar e te estimular, verás que os demais também o farão. Antes de te despedir de teu trabalho, pensa no que não gostas nele e te pergunta se tua experiência é um reflexo de tua própria relação contigo mesmo. Se não mudas a atitude que tem criado esta situação, voltarás a reproduzi-la, vás onde vás.

Se desejas receber algo, começa dando algo tu primeiro. Se queres ser respeitado, começa por respeitar-te a ti mesmo e aos demais. Se queres melhorar teu trabalho, não perguntes que pode fazer teu chefe por ti; pergunta “Como posso contribuir para meu trabalho?” O que teu trabalho te contribui pode mudar espetacularmente se contribuires da melhor maneira possível, trabalhando com atitude positiva, fazendo mais do que se te pede e previnindo as necessidades sem que se te exija.

Os que acobtece com as outras pessoas que ganham muito dinheiro ao mesmo tempo é que são pessoas que vão ao trabalho com alegria, amam o que fazem, estão dispostas a trabalhar horas extras e se preocupam pelo bem-estar dos que servem. Desenvolve tua disposição a oferecer o melhor, estejas onde estejas, e obterás maior abundância.

Uma mulher que trabalhava em uma grande empresa costumava desfrutar de seu trabalho mas, ultimamente, se sentia pressionada pela carga de trabalho e começou a se sentir a desgostosa. Pensou em deixá-lo e confiou seu descontentamento a seu chefe. Sendo razoável, ele lhe pediu que fizesse uma lista de todas suas tarefas e que examinasse de quais gostava e de quais não. Valorizando o modo de empregar seu tempo, descobriu que se dedicava mais a tarefas pequenas do que às maiores e mais significativas, de que mais gostava. Não querendo incomodar aos demais, não tinha delegado trabalhos nem tinha pedido ajuda. Viu que ainda esteve a culpar aos demais por lhe carregar demasiado e que tinha que aprender a cuidar de si mesma antes de poder receber a atenção dos demais.

Decidiu fazer algumas mudanças.  Separou as tarefas de que gostava das que lhe molestavam. Deu-se conta de que naquilo que lhe desagradava não empregava, realmente, suas aptidões superiores e que podia ser delegado a outra pessoa, que sentir-se-ia estimulada e contente por isso. Desprendendo de seu esforço por abarcar todo o trabalho e se concentrando em por em prática suas capacidades, tornou-se muito importante para a empresa e apresentou muitas ideias criativas e inovadoras. Também começou a amar a seu trabalho. Estimulando a si mesma, descobriu que seu emprego também a estimulava. Mudando uma parte de si, transformou seu trabalho em uma atividade prazeirosa.

Se não gostas de ir a trabalhar a cada dia, se não estás de acordo com a filosofia e os objetivos de tua empresa, se não comprometes tua melhor faceta e não desfrutas do que tu e teus colegas fazem, teu trabalho não contribui nada em tua vida. É hora de procurar outro. Sê sincero contigo mesmo. Gostas, basicamente, de teu trabalho, sendo uns poucos elementos os que te desagradam dele? Se vais trabalhar a cada dia pensando quanto odeias teu emprego, se não tens a capacidade de resolver os problemas que nele se propõem, não escutas teu guia interior que te diz que algo melhor te está a esperar. Muita gente permanece em um trabalho muito após ter perdido toda a ilusão por ele, pensando que não há nada melhor para si.

 Contribuo com amor e com uma atitude positiva a tudo o que faço

Estejas ou não em um trabalho ideal, aprende a amar e enfrentar positivamente tuas atividades. Fazendo-o, criarás uma situação melhor em teu meio atual ou encontrarás novas oportunidades em outro lugar. Toda a situação incômoda ensina-te lições valiosas que precisas aprender. Se não aprendes estas lições em teu emprego atual, criarás situações similares em teu novo trabalho e ver-te-ás enfrentado às mesmas lições.

Identifica aquilo que não gostas em teu trabalho atual e começa ao elaborar agora mesmo, sabendo que o domínio das situações desagradáveis deste emprego impedir-te-á de as reproduzir de novo. Observa teu trabalho e faz uma lista de tudo o que te contribui, de todas as lições que te ensina e de todas as aptidões que empregas nele. Quando puderes amar e apreciar tua atividade, ser-te-á mais fácil criar o passo seguinte.

Uma vez examinado teu trabalho, talvez decidas que tem chegado o momento de uma mudança. Pode-te interessar oferecer teus serviços a outra empresa do mesmo ramo, que te dê mais oportunidades de crescimento. Talvez desejes passar para um campo totalmente diferente. Se não tens trabalho neste momento, talvez decidas que tens de procurar um. Se tens estado desenvolvendo um hobby ou outra atividade que amas, pode ser que seja o momento de o converter em um meio de vida.

Não faz mal que trabalhes duro para conseguir o trabalho que desejas, mas deves ter ideias claras do que é. Ativando o símbolo da obra de tua vida e aclarando a essência de teu trabalho ideal, teu eu superior pôr-se-á a caminho para juntar as peças e criar as coincidências, pessoas e oportunidades e, normalmente, o próprio trabalho desejado.

Como Criar Dinheiro, p. 72.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s