Seth fala sobre: A Natureza da Realidade Pessoal (parte 8 A)

181
Feche os olhos. Pense na sua respiração como se fossem vidas, e em você como sendo a entidade através da qual elas passaram e estão passando. Então você vai sentir o seu estado de graça e todas as culpas artificiais se tornarão sem sentido. Nada disso invalida a integridade suprema e absoluta de sua individualidade, pois você  é tanto o indivíduo através do qual o fluxo de vidas passa como as vidas únicas que são expressas através de você.

Como a respiração o deixa e se torna parte do mundo, livremente, assim acontece com a sua vida que o deixa e continua a existir em sua condição. Você não pode confinar uma personalidade que você “foi” em um século específico já passado e negar-lhe outras realizações, pois até agora ela existe e passa por experiências novas.

182
Pense no seu eu maior — chame-o de entidade, se assim o desejar — a formar  estruturas psíquicas tão reais quanto as suas estruturas físicas, porém sendo compostas de muitos selfs. Assim como cada célula do seu corpo tem a sua posição dentro do seu espaço corporal e obedece a limites, o mesmo acontece com cada self dentro da entidade, que está ciente de sua época e das dimensões próprias de sua atividade. O corpo é uma estrutura temporal. As células, no entanto, enquanto parte desse corpo, não estão cientes de toda a dimensão em que habita a sua consciência. Elas não percebem todos os elementos que estão disponíveis, mesmo em experiência tridimensional, nem a sua consciência presente — aparentemente muito mais sofisticada– e fisicamente repousam sobre a consciência celular.

Assim, a entidade ou a estrutura psíquica maior da qual você é parte está ciente de uma dimensão muito maior da atividade do que você imagina, mas assim como também é uma consciência mais sofisticada,  repousa sobre si mesma, e cada uma delas é necessária às outras.

Na vida física, acontece um lapso quando as mensagens lançam-se das extremidades do nervo (ver sessão 625 no capítulo cinco). Em outras condições e em outros níveis,  isso representou o “momento de reflexão” que ocorreu quando a consciência do homem se diferenciou da consciência dos animais.

Ainda em outras condições e em diferentes níveis, esse lapso ocorre e este momento de reflexão se estende, quando o self lança-se da forma física (e mesmo quando a célula abandona o corpo).

Neste sentido e apenas para o bem da nossa analogia, pense na vida do self como uma mensagem a lançar-se das células nervosas de uma estrutura multidimensional — novamente,  tão real quanto o seu corpo — e considere tal ato como um maior ” momento de reflexão” por parte de uma personalidade multifacetada.

Faço essas analogias pois são pertinentes, embora esteja ciente de que elas possam fazer você se sentir pequeno ou com medo de sua identidade. Você é muito mais do que uma mensagem que passa pela imensidão de um superself. Você não está perdido no universo … tais analogias podem … evocar dentro de sua imaginação algum sentimento sobre um relacionamento mais próximo a outra realidade totalmente diferente. Em certa medida, o sentimento de estado de graça é o seu reconhecimento emocional da necessidade, da finalidade, da liberdade, da apreciação inata e da certeza do seu lugar na existência.

Lembre-se também, em sua condição, do grande abismo que o separa — como um self — das células que o compõem fisicamente. Sua própria identidade atual contém o conhecimento e a “memória” de todas as existências simultâneas (por exemplo, eu estou morto para os outros eus que me carregam como uma “memória”), assim como as células que em sua trajetória mantém a memória de todas as estruturas físicas que (têm) formado. Conscientemente, em razão dos seus conceitos de tempo, você vai interpretar essas vidas simultâneas, em termos reencarnacionais, que acontecem aparentemente uma antes da outra.

Suas ideias conscientes, expectativas e crenças dirigem a saúde e a atividade das células … Em termos de consciência, a entidade ou o seu eu maior sabe muito mais do que você, assim como você sabe mais do que as suas células.

Você entretanto tem o livre-arbítrio (ao inverso das células ), pois enquanto a estrutura psíquica da entidade pode ser comparada à do corpo, ainda é uma parte dele e habita dimensões muito maiores. Tudo isso pode parecer ter pouco a ver com sua realidade pessoal. No entanto, a sua experiência diária está tão conectada com a sua entidade ou seu self quanto também conecta-se com as células em sua forma física.

184
Você é uma parte da sua alma … A entidade … ou eu superior é composto de almas. … A entidade tem sua existência em numerosas dimensões, suas almas são livres para viajar dentro de limites que parecem infinitos para você. Assim como a menor célula dentro do seu corpo participa — dentro de sua gradação — em sua experiência diária, o mesmo acontece com a alma, que em extensão incomensuráve, participa dos eventos da entidade.

… A célula não precisa estar consciente de você a fim de satisfazer a si mesma, mesmo que as suas expectativas em relação à saúde sejam de grande influência em sua existência, mas o seu reconhecimento em relaçào à alma e à entidade pode ajudá-lo a dirigir as energias dessas outras dimensões para a sua vida diária.

Você se encontra no processo de expansão de sua estrutura psíquica, de se tornar um participante consciente da alma, em certas condições, ou de se tornar o que sua alma é. Assim como as células se multiplicam e crescem dentro de sua própria natureza e estrutura física, o mesmo acontece com os selfs que evoluem em termos da realização do seu valor.

As almas também são estruturas psíquicas criativas em constante mudança, mas sempre mantendo a integridade individual, e todas são interdependentes. As almas compõem a vida da entidade nessas condições. No entanto, a entidade é “mais” do que a alma.

186
Quando você está ciente da existência da entidade e da alma, você pode conscientemente tirar partido da sua maior energia, compreensão e força.

Tais aspectos estão inerentemente disponíveis a você, mas sua intenção consciente lhe causa algumas mudanças que disparam automaticamente esses benefícios. Os resultados serão sentidos até nas menores células de seu corpo, e vai afetar ainda mais os eventos aparentemente banais do seu cotidiano.

Você está crescendo em consciência e, por isso usá-la expande as suas capacidades … o seu entendimento e seu desejo são muito importantes. Os processos iniciados estão além de sua consciência normal. Eles ocorrem automaticamente com a sua intenção, se você não bloqueá-los através do medo, dúvida ou crenças opostas.

Exercício

Imagine-se como uma parte de um universo invisível, mas aquela em que todas as estrelas e os planetas estão conscientes e cheios de energia indescritível. Você está ciente disto. Pense neste universo como tendo a forma de um corpo. Se você quiser, visualize o seu contorno brilhante contra o céu. Os sóis e planetas são as suas células, cada uma cheia de energia e poder, mas aguarda a sua direção.

Então veja esta imagem explodindo em sua própria consciência, que é incrivelmente brilhante. Perceba que é uma porção de uma estrutura muito maior multidimensional, espalhada em uma dimensão ainda mais rica. Sinta a entidade enviar-lhe a energia que você envia para suas células. Deixe-a encher seu ser e, em seguida, dirija-a fisicamente para qualquer lugar que escolher dentro do seu corpo.

Se houver algum evento físico que você deseje intensamente, então use essa energia para imaginar a sua  ocorrência real tão vividamente quanto possível. Se você seguir essas instruções e compreender o significado delas, vai conseguir os resultados mais surpreendentes e eficazes. A energia pode ser direcionada para qualquer parte do corpo, e se você não bloquear as suas ações com descrenças,  será curado. Lembre-se, porém: Se você mantiver a crença de que você é uma pessoa doente,  poderá impedi-la …. mudar aquela crença deve ser a sua primeira preocupação.

… A sua saúde é uma extensão da sua criatividade. Assim é o seu relacionamento com seu companheiro, seu chefe, e os tipos de eventos com os quais você se  familiariza especialmente.

196
Quando você está bastante feliz e satisfeito em sua vida diária, pode-se dizer que está em um estado de graça. Nessas ocasiões em que você se sente em harmonia com o universo, ou enfrenta uma experiência excepcional em que parecem ir além de si mesmo, pode-se dizer que está em um estado de iluminação, e este estado tem muitos graus e níveis. Em qualquer dos estados — de graça ou de iluminação — você pode sentir os benefícios em sua saúde física …. embora possa haver algumas crenças que os bloqueiem nesse sentido …

De acordo com o estado de iluminação ou graça, aquelas memórias de massa poderão ser ativadas, não envolvendo necessariamente a sua experiência pessoal.

Qualquer acontecimento da sua vida é escrito na memória do Universo, … quando você pensa nele (o que se trata basicamente de uma declaração meio sem sentido, uma vez que qualquer idéia é fisicamente materializada em seu início, mesmo que não seja experienciada mais tarde).

Doses maciças de LSD: .. representam um decreto, através de um encontro terrível, de nascimento da espécie na consciência, e sua morte quando a consciência cai aniquilada, seguido pelo seu renascimento enquanto paciente que luta para emergir novamente das dimensões não nativas sob essas condições.

198
… auto-mudanças acontecem naturalmente enquanto a vida progride e quando o self se modula em um momento determinado, passa a ser diferente do que era. Quando isso ocorre “por si só” é um reflexo da criatividade inata da psique e acontece em seu próprio ritmo, conectada aos estados da mente, da consciência, do sangue e das células de formas que não compreendem ainda.

… Essas doses maciças de LSD quimicamente ativam todos os níveis de memória celular, de tal forma que, em certos aspectos, elas não ficam mais no comando de si mesmas, e as memórias podem surgir de formas imprevisíveis quando o sistema está sob estresse. A aliança fina biológica e psicológica é então enfraquecido.

199
Abaixo esté uma definitiva, embora distorcida,  paisagem da psique que pode ser vislumbrada através de símbolos. Trata-se da tentativa da consciência de retratar a memória celular. Os movimentos psíquicos sempre excitam as moléculas. O conhecimento inato latente e fluido das moléculas constrói o “conhecimento” das células. Eles trabalham juntos sem problemas. Sob a agressão  psíquica imposta pelas doses maciças de LSD, a própria compreensão das moléculas tenta dividir-se. Agora, isso não é algo que você pode perceber fisicamente. A  própria integridade celular pode estar ameaçada. Ruburt [é assim que Seth chama Jane Roberts] tem toda a razão em pensar que isso é muito pior do que qualquer tratamento físico de choque.

Tradução minha, Flavia Criss, em Maio 2011.

Fonte: http://sethquotes.paradisenow.net

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s