Verdadeiros sentimentos ou apenas reações

Durante o ciclo de resistência à mudança, é útil distinguir entre sentimentos e reações emocionais. “Permaneça em contato com os seus sentimentos” é o grito de ordem para a maioria das etapas de crescimento, e é claro que isso é essencial. Caso contrário, você vive na repressão e na decepção com relação a você mesmo. Não importa qual é o ideal a que aspira, você tem de começar do lugar em que está. E isso significa ser tão honesto quanto possível a respeito de suas reações.

Muito daquilo que parece ser sentimento é, na verdade, apenas reação emocional programada. Eu posso sentir profundamente que o que eu quero oferecer é perdão, mas quando uma velha ferida é reaberta, posso ter uma reação espontânea de raiva e de autojustificativa. As reações nos revelam as coisas a que ainda estamos reagindo a partir do nosso velho modelo. Porém, nossos sentimentos mais profundos levam-nos ao local onde as reações ainda se encontram e servem de inspiração para nós com a nova orientação. As reações emocionais são muito impetuosas e nos fazem prestar atenção; os sentimentos são ouvidos nos momentos mais calmos.
Quanto mais ouvimos o nosso eu mais profundo e nos comprometemos a seguir a sua orientação, mais somos capazes de ver a diferença entre aquilo que somos em oposição àquilo que estamos vivenciando. As reações nos mostram o que precisa ser removido. Às vezes, é como ir ao dentista porque queremos ter dentes saudáveis. Mas aí chega o dia em que somos capazes de observar uma reação com um certo grau de distanciamento: “Oh, já estou ficando com raiva outra vez. Eu gostaria de saber do que é que tenho medo.”
A reciclagem através da resistência é útil para a nossa necessidade de equilíbrio. Nós avançamos e depois recuamos com vistas ao nosso próprio equilíbrio.
A reciclagem funciona como uma verificação daquilo que é excessivo, oferecendo-nos análises constantes da realidade. Ela nos ajuda a adquirir a capacidade de discriminar e a aprender a ter força de vontade.
Em Os Diários de Abraham Maslow, o psicólogo pioneiro observou: “A voz do Divino que há dentro de nós é contraposta, não pela voz do demônio que há dentro de nós, mas pela voz da timidez.”  Quanto mais lutamos contra a resistência, mais apertados ficam os nós.
Também podemos decidir encará-la como uma parte necessária e significativa do processo de mudança. Ela passa. Seja paciente. O tempo em que permanecemos nesse estágio depende, em alto grau, do quanto desejamos ser honestos com nós mesmos, sem julgar nossas ambivalências, e do fato de estarmos inteiramente presentes diante das questões que elas trazem. Há algumas coisas que podemos fazer para nós mesmos a fim de facilitar essa passagem. As terapias podem ajudar durante esse estágio, mas também falar e escrever a respeito e liberar a tensão através de válvulas de escape físicas.
A oração também ajuda. Não as orações de um suplicante que vê o eu como algo afastado de Deus e que implora para se ver livre da dor, mas sim as orações de um peregrino oferecidas em gratidão afirmando que Deus está em nós e que nosso maior bem está no avanço. O momento da compreensão e do despertar está próximo.

As 7 Etapas de Uma Transformação Consciente, p. 148

Foto: Vaskoni

2 comentários sobre “Verdadeiros sentimentos ou apenas reações

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s